Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

As pautas do presidente da Alesc e outras da coluna

Fórum parlamentar para atuar nas demandas da região entre as propostas tratadas com o deputado Julio Garcia
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/02/2019 - 06:54

Julio Garcia (PSD) fez sua primeira viagem oficial como presidente da Assembleia Legislativa. Passou a segunda-feira em Criciúma. Esteve na Unesc, na Associação Empresarial (Acic) e com o prefeito Clésio Salvaro (PSDB). Com a Unesc e Acic iniciou uma articulação com a bancada da região. Uma das propostas seria um fórum parlamentar, nos mesmos moldes do fórum parlamentar catarinense, com um coordenador e uma agenda de pautas. Seria um trabalho em sintonia com a Acic e com a Unesc, entidades engajadas nos debates e ações que buscam o desenvolvimento do Sul.
Uma das primeiras bandeiras seria a articulação para que o Centro de Inovação possa sair do papel. Criciúma é uma das quatro cidades em que as obras ainda nem iniciaram e por enquanto não há previsão. A união de forças entre a bancada do Sul e entidades é fundamental para reforçar a necessidade do Centro de Inovação para o desenvolvimento da região.
A Acic ainda reforçou outras pautas relevantes como o plano de desenvolvimento para o Sul e a finalização da pavimentação da Serra da Rocinha, em Timbé do Sul, que está em andamento.
Está na Assembleia Legislativa a maior representação política da região e essa união com políticos da região e entidades representativas é que irá fazer para que as demandas da região sejam ouvidas tanto pelo Governo do Estado quanto em Brasília. O caso da Celesc veio para reforçar ainda mais a importância dessa união.

Universidades comunitárias

Na Unesc, Julio Garcia participou de um bate-papo com vários envolvidos com a universidade e foi só elogios aos trabalhos realizados por lá. A reitora Luciane Ceretta recebeu o pedido de fortalecimento das universidades comunitárias que realizam um trabalho de extrema importância nas comunidades onde estão inseridas.

Falta de investidores

Ainda na Acic, Julio Garcia ouviu a preocupação externada pelo diretor, Édio Castanhel, com a falta de investidores interessados na região. O Sul do estado apresenta uma certa estagnação em relação a outras regiões de Santa Catarina e a busca por investidores é outra bandeira de entidades representativas.

“Vender” a região

E foi essa mesma preocupação com a falta de investidores exposta ao presidente da Alesc, Julio Garcia, que motivou uma reunião entre a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) e ACIC, um encontro do Confaz-M. Na pauta, a elaboração de material para “vender” a região e atrair capital estrangeiro. A intenção é mostrar a infraestrutura que ficou pronta recentemente com a duplicação da BR-101, o Aeroporto Regional e a consolidação do Porto de Imbituba.

Negócios com a China

Ainda neste mesmo sentido, o presidente da Amrec, Hélio Cesa, o Alemão (MDB), o diretor-executivo Acélio Casagrande, o presidente da Acic, Moacir Dagostin e o diretor Édio Castanhel irão ao Rio de Janeiro visitar a Câmara Comércio Brasil/China. A viagem está marcada para quarta-feira. A intenção é fazer um primeiro contrato e o convite para que possam conhecer a região Sul de Santa Catarina.

Troca de horário Azul

Mais uma vez há a preocupação com a troca de horário do voo da Azul no Aeroporto Regional de Jaguaruna. Já não é mais possível comprar passagem a partir de maio para o horário das 6h com retorno de São Paulo às 23h. Esse é o principal horário para quem vai a São Paulo a negócios. Horário utilizado especialmente por empresários. A opção da Azul pegou a todos de surpresa, inclusive, a direção do aeroporto. A Acic já começa a se movimentar na busca de informações mais concretas e em articulações para evitar a troca de horário. A Azul tomou essa mesma decisão no passado e só voltou atrás depois de muita articulação. A decisão é de difícil entendimento, pois o voo matutino sai com quase o total de sua capacidade e também porque com a mudança o voo sai praticamente no mesmo horário da Latam.
Como não há ainda nenhuma justificativa oficial por parte da empresa área, se acredita que tenha algo relacionado à nova política fiscal do Estado com corte em isenções no ICMS.

Obras paradas na mira

O Tribunal de Contas (TCE) está intensificado a fiscalização em cima de obras paradas acima de R$ 1,5 milhão. Enviou questionamentos aos prefeitos dos 295 municípios catarinenses e para o governador do Estado. Em todo o país, são cerca de 15 mil obras neste perfil. A intenção é ajudar a destravar essas demandas.

Potelecki líder de governo

O vereador Aldinei Potelecki (PRB) estreou, ontem, como líder do governo Clésio Salvaro, na Câmara de Vereadores. O convite foi feito na sexta-feira e aceito na segunda de manhã. Desde o início de 2018, a função era exercida pela vereadora Geovana Benedet Zanette (PSDB), que será vice-líder do governo na Câmara.  

Desabafo

O presidente do Legislativo de Criciúma, Miri Dagostim (PP), fez um desabafo na sessão de ontem. Desde que assumiu a presidência, Dagostim dá continuidade as tratativas para que a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) libere a posse do prédio onde funcionava o Ministério Público do Trabalho (MPT) para o Município. O acordo é que o local passe a abrigar a sede da Câmara de Vereadores. Já foi realizada uma viagem a Brasília e ligações diárias e nada. Está tudo estagnado, enquanto o prédio está se deteriorando (foto). Miri chegou a dizer que daqui a pouco o local irá se enquadrar nos requisitos para demolição, conforme lei municipal. O prédio fica no Parque Centenário, nas proximidades do Paço Municipal.

Assunto polêmico

A polêmica dos recipientes para alimentação de animais, que estão sendo colocados em pontos de Criciúma por uma ONG, chegou até a Câmara de Vereadores. O vereador Pastor Jair Alexandre (PSC) apresentou um requerimento ao Executivo para saber de onde partiu a autorização. Fez o pedido após ouvir moradores, especialmente, nas proximidades da Praça do Congresso, que reclamam do local escolhido por fazer com que os animais se acumulem junto a grande presença de crianças. O vereador também lembrou que no ano passado teve o projeto de um parlamentar que solicitava esses recipientes, mas que foi dada pela ilegalidade, e com isso a matéria foi arquivada. Outros vereadores também se manifestaram sobre o assunto que deve voltar à pauta e exige ações mais completas do Poder Público como programas de castrações.

Tomou posse

O ex-senador Paulo Bauer (PSDB) tomou posse como secretário Especial da Casa Civil da Presidência da República para o Senado Federal. Ele terá a responsabilidade de articular as demandas do governo de Jair Bolsonaro (PSL) com o Senado. Na foto, está com Bolsonaro, com o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni, senador Fernando Bezerra, líder do governo no Senado e deputado Victor Hugo, líder do Governo na Câmara.

4oito

Deixe seu comentário