Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

As nossas serras precisam de atenção

O acidente na Serra da Rocinha e os problemas da Serra do Rio do Rastro estão exigindo respostas
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/07/2019 - 18:34Atualizado em 25/07/2019 - 18:50

As nossas serras precisam de atenção. Tem que terminar a obra na Serra da Rocinha. Pode liberar o tráfego, desde que com segurança e que não atrapalhe a obra. Esse acidente de hoje mostra que é muito perigoso liberar o tráfego na BR-285. Na semana passada eu vim de Gramado para cá, a neblina por lá é muito forte, é perigoso. Quando vai liberar em trecho de serra, em obras, é um risco. As pessoas asssinam documento de responsabilidade mas pode acontecer uma tragédia. Tem que andar mais de 100 quilômetros? Mas é obra.

E precisamos que a Serra do Rio do Rastro tenha atenção. Tem um projeto de restauração que está em cima da mesa. Daqui a pouco vai ter queda de barreira maior, acidente maior. Nos preocupam as nossas serras. Há previsão de vinda do governador em 17 de agosto com um pacote de boas notícias. Entre elas poderá estar a retomada da obra na Serra do Faxinal. E a Serra do Rio do Rastro, que precisa de recuperação? E a continuidade da Serra da Rocinha, sem que a obra seja atrapalhada? Vamos tratar isso sem fazer favores. Vamos tratar disso profissionalmente.

Falando em política

Estiveram hoje no estúdio da Som Maior o senador Esperidião Amin e líderes do PP. Dalvania Cardoso confirmou que está se afastando da Secretaria de Administração em Urussanga para se dedicar 100% à campanha para a prefeitura de Içara. Ela será candidata pela segunda vez. O vereador Miri Dagostim deu a boa notícia, burocracia liberada, falta só a licença da Famcri e as obras da nova sede da Câmara começam nos próximos dias. Até o fim do ano ele inaugura a nova casa da Câmara, em um local apropriado no antigo Ministério Público do Trabalho, no Parque Centenário.

O senador Amin falou sobre as articulações do PP para a eleição de 2020. Ele fez uma colocação pertinente. No entendimento dele, teremos no ano que vem um alto índice de não reeleição. Ele não acredita na onda política de 2018, mas vai preservar o desejo de mudança. Não é a onda de 2018 que levou o voto para um lado, um grupo, um número, um partido e os seus candidatos. Muitos votaram sem conhecer direito os candidatos. Amin pensa que haverá um desejo de mudança, votando pelos candidatos.

Estava com Amin o empresário Gilson Pinheiro, que assinou ficha no PP e passa a ser opção para disputar a prefeitura. O ex-deputado Boeira segue citado como pré-candidato, estimulado para concorrer. Mas ele não tem demonstrado apetite para isso. Todos estão respeitando, e que a decisão seja dele, que não está empolgado nem entusiasmado. Faz brilhar muito mais os olhos voltar a disputar eleição para deputado federal em 2022 ou majoritária que efetivamente disputar a prefeitura de Criciúma. Por isso que Gilson Pinheiro passa a ser, na prática, o projeto do PP para o ano que vem. Ele deverá fazer o enfrentamento com o prefeito Salvaro. O que vai dar isso? O tempo dirá.

 

4oito

Deixe seu comentário