Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Até 500 anos de garantia com a gravação de dados em películas

Sistema funciona por meio de filmes fotográficos, com marcações de pontos
Por Erik Behenck Orleans - SC, 19/02/2019 - 12:02Atualizado em 21/02/2019 - 11:32
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Mesmo com o avanço das tecnologias, alguns equipamentos para guardar dados seguem com uma vida útil limitada. Além disso, os meios necessários, como o hardware e o software podem ficar desatualizados. Assim surge a tecnologia desenvolvida pela Piql, que promete durabilidade de até 500 anos. Funciona através da conversão do filme fotográfico em sistema digital, que passará a ser oferecida em Orleans.

“Quando falamos em armazenar dados, seja num pen-drive ou na nuvem, o dado do computador precisa ser salvo num local físico. Quando você salva na nuvem, tem uma empresa salvando para quando precisar. O problema é o custo das tecnologias magnéticas. Nós utilizamos uma técnica que não é magnética, nós transformamos em pontos pretos e brancos e transformamos em dados novamente”, explicou o diretor de tecnologia e operações da Piql Brasil, Roberto Carminatti.

De acordo com ele, essas películas existem há mais de 100 anos e duram mais de cinco séculos. “A tecnologia é desenhada para aplicar o download e o upload na nuvem. Mas, temos uma opção onde a pessoa recebe impresso. Temos um modelos de enviar pelo Correio uma vez por ano, saindo bem mais barato”, contou.

Na noite desta terça-feira (19) será assinado um Termo de Cooperação entre a empresa e o Centro Universitário Barriga Verde (Unibave). “É uma nova tecnologia para mudar a nossa concepção. Queríamos um polo de informática”, comentou o prefeito de Orleans, Jorge Koch. “A Piql procurou a universidade, colocou alguns produtores e alguns scanners, quanto mais clientes eles tiverem no Brasil, mas tempo irão permanecer”, emendou.