Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Xô pressão!!!

Explicações padrão
João Nassif
Por João Nassif 11/02/2019 - 07:28

Não foi a vitória dos sonhos do presidente Jaime Dal Farra que queria uma goleada de 4x0, mas o importante foi vencer e estancar uma crise que poderia trazer danos irreparáveis na campanha do Criciúma na temporada. Era primordial derrotar um adversário dos piores no campeonato e ficar próximo da zona de classificação. A vitória alivia a pressão pelos maus resultados e deixa o time mais confiante para jogar em Santarém na quarta-feira abrindo a participação na Copa do Brasil.

BARBADA
Em momento algum o Criciúma foi molestado pelo Metropolitano que além de penúltimo colocado tem o pior ataque do campeonato. Sem vitória e com apenas dois gols marcados em sete jogos o time agora treinado por Abel Ribeiro é forte candidato ao rebaixamento. Sem ataque e com uma defesa horrorosa dificilmente irá se sustentar na primeira divisão.

BENDITA BOLA PARADA 
O filme vai se repetindo, sem maiores arroubos de investimento o Criciúma tem sobrevivido das bolas paradas. Foi assim na série B do ano passado com o técnico Mazola Júnior e Doriva que não é bobo nem nada repete a receita. Ontem um gol de falta e outro num cruzamento de escanteio, o estreante Platero subiu sozinho para marcar seu gol. Dos cinco que o time fez até agora, três foram produtos da bola parada. 

DESCASO IMPUNE
As tragédias se repetem por absoluta falta de respeito que muitas pessoas têm pelo ser humano. O descaso alcança proporções que fogem ao entendimento e vidas humanas são simples números que valem somente para estatísticas. E os poderosos, canalhas por natureza se escoram em um judiciário que protela punições da mesma intensidade das tragédias, gerando a impunidade que é bem explorada por bons advogados. Este é o nosso Brasil!

MÍDIA COMPANHEIRA
Tenho acompanhado no twitter alguns repórteres e comentaristas que após a tragédia no Ninho do Urubu se apressaram em eximir, num primeiro momento, o clube de qualquer responsabilidade até que sejam apuradas as circunstancias do incêndio que vitimou os 10 garotos da base do Flamengo. Tudo bem, tudo tem que ser apurado, mas fosse um clube de pequeno porte que trancafiasse seus atletas num container com a porta de saída trancada, certamente o enfoque seria outro.  

CONVERSINHA MOLE
Sempre nas tragédias os responsáveis vêm à público declarar solidariedade às vítimas e proclamar que tudo tem que ser bem apurado. Com o presidente do Flamengo não foi diferente, diferente foi o CEO do clube, Reinaldo Belotti, afirmar eu as instalações eram consideradas confortáveis rebatendo a afirmação do Corpo de Bombeiros de que os containers eram um “puxadinho”. Mesmo sendo um clube do tamanho do Flamengo tudo tem que ser bem apurado e os responsáveis punidos exemplarmente. 

MEMÓRIA
11/02/2010 – “NORDESTÃO”

Fazia tempo que eu não comentava um jogo em situação tão difícil como ontem em Imbituba. Estava com o Joel num palanque estreito e que balançou o tempo todo em razão da ventania. Dava a impressão de estarmos num bote em alto mar. Depois de dois jogos sob intenso calor no HH, enfrentar o vento em Imbituba foi como sair de um inferno e entrar em outro. São situações que somente o rádio proporciona.

4oito

Deixe seu comentário