Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Volta o assunto Roger Guedes

Empresário x Clube
João Nassif
Por João Nassif 03/09/2019 - 12:50Atualizado em 03/09/2019 - 15:27

No programa “Dentro da Área” de segunda-feira na RTV o presidente do EC Internacional de Lages e empresário de futebol, Cristopher Nunes, disse estar movendo ação contra o Criciúma pelo não pagamento de seu percentual sobre a venda de Roger Guedes, mesmo tendo um acordo com o clube. 

E mais, denunciou que o Criciúma não cumpre os contratos que faz com aqueles que trazem garotos para avaliação e que quando aprovados e assinam contrato os empresários ficam com um percentual numa eventual venda futura. Foi assim com a venda de Bruno Lopes para o Arouca de Portugal. Cristopher tinha direito a 10% do valor da venda e até hoje não recebeu nenhum tostão.

Cristopher disse ainda que trouxe o Roger Guedes há nove anos, também toda família, bancou tudo por dois anos até a assinatura do primeiro contrato quando foi dividido o vínculo em 60% para o clube, 15% para o pai do jogador, além de seus 25%.

O empresário também comentou que a dificuldade do Criciúma em contratar é devido a falta de cumprimento do que fica acertado com os empresários dos jogadores. A notícia desta inadimplência circula no meio e afugenta aqueles que poderiam colocar jogadores no clube.

Foram acusações fortes que me obrigaram a ouvir o clube na pessoa de seu advogado Dr. Albert Zilli.

Contanto feito, ouvi algumas explicações, inclusive o Dr. Zilli me enviou cópia do contrato assinado pelas partes envolvendo o vínculo de Roger Guedes.

O contrato é claro, o empresário teria direito ao seu percentual em qualquer negociação envolvendo o jogador até 31/12/2014.

Recebi também a cópia do contrato de cessão do vínculo do atleta para o Palmeiras em 04/04/2016. O clube entende que não deve absolutamente nada ao Cristopher que assinou o documento estipulando o prazo limite de 31/12/2014 para ter participação na venda do atleta.
 

4oito

Deixe seu comentário