Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vitória da continuidade

Outra cultura
João Nassif
Por João Nassif 09/05/2019 - 11:20

Depois da classificação de Liverpool e Tottenham para a decisão da Champions virou febre no Brasil a cultura da manutenção de técnicos nos cargos mesmo que os resultados positivos não sejam imediatos.

Treinadores, comentaristas e uma legião de torcedores exaltam os clubes ingleses por manterem por longo tempo seus técnicos, mesmo que não consigam resultados imediatos como acontece com Jürgen Klopp e Mauricio Pochettino.

Um, o alemão, está no Liverpool desde outubro de 2015 e até agora não ganhou nenhum título seja da Premier League ou das Copas inglesas ou das competições europeias. Outro, o argentino, está no Tottenham desde maio d e 2014 e também não conseguiu um título sequer no comando do time inglês. 

Conseguiram classificações épicas contra equipes de qualidade indiscutível e confirmam a tese que a longevidade no cargo demora, mas pode trazer grandes conquistas.

O futebol inglês tem bons exemplos de permanência de técnicos como Sir Alex Ferguson que comandou o Manchester United por longas 27 temporadas e Arsène Wenger que foi técnico do Arsenal por 22 anos. 

Exemplos ingleses não servem para o futebol brasileiro, pois aqui os técnicos vivem de resultados, de nada adianta ser campeão numa temporada se na próxima será demitido depois de duas ou três derrotas. 
 

4oito

Deixe seu comentário