Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vai pedir música?

Primos ricos e pobres
João Nassif
Por João Nassif 16/02/2019 - 07:59

O Criciúma domingo em Joinville poderá engatar sua terceira vitória consecutiva, depois de derrotar o Metropolitano pelo campeonato estadual e o São Raimundo pela Copa do Brasil. Aos poucos o técnico Doriva vai encontrando a fórmula de jogar que tem favorecido os resultados e mesmo sem maiores opções conseguiu livrar a enorme pressão que havia pelo mau início na temporada.

DESCONTOS
As duas vitórias recentes foram contra adversários menos capazes, um penúltimo colocado no estadual e outro lanterna no campeonato paraense. É irrelevante, pois quando enfrenta adversários mais fragilizados qualquer time de um status maior tem que prevalecer. O Criciúma fez o que deveria ter feito, se impôs e conseguiu os resultados que o colocaram mais próximo do G-4 no estadual e avançou de fase na Copa do Brasil.

ADVERSÁRIO EM QUEDA LIVRE
O Joinville de hoje é uma simples caricatura de um time que dominou por muitos anos o futebol catarinense. Com quedas sucessivas no campeonato brasileiro, hoje está na série D e com ridículas campanhas nos estaduais, nesta temporada vem acumulando fracassos sem conseguir uma única vitória em oito jogos que já realizou. Foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e no campeonato catarinense vem de seis empates e uma derrota ocupando a oitava colocação na classificação.

TODO CUIDADO É POUCO
Mesmo sem vencer o Joinville está somente a três pontos do Criciúma. São seis contra nove com o Criciúma já tendo conquistado três vitórias. É bom o Criciúma ficar esperto, pois o Joinville no confronto contra os grandes empatou em casa com Avaí e Figueirense e a única derrota foi contra a Chapecoense também em Joinville. 

INJEÇÃO DE RECURSOS
Com a passagem para a segunda fase da Copa do Brasil, quatro catarinenses já aumentaram a receita pelas cotas que a CBF garante aos clubes participantes. A Chapecoense que integra o Grupo 1 nos critérios da entidade já embolsou R$ 2.300 mil, o Avaí no Grupo 2 tem garantidos R$ 1.910 mil e Criciúma e Figueirense no Grupo 3, R$ 1.150 mil. Quem passar para a terceira fase do torneio embolsará mais R$ 1.450 mil, independente do Grupo onde está inserido. Quinta-feira o Criciúma enfrentará em casa o Oeste pela segunda fase. Na primeira o time de Barueri goleou o Fast Clube de Manaus por 6x1. 

PRIMOS POBRES 
Pela eliminação logo na primeira fase, Joinville, Brusque e Tubarão tem direito à apenas R$ 525 mil, por serem integrantes do Grupo 1 nos critérios da CBF.

MEMÓRIA
16/02/2005 – “MESMA ESTRADA”

O torcedor do Criciúma está cada vez mais descrente com o futuro do time. As manifestações que recebo pelo e-mail ou pelos microfones da Som Maior Antena 1 na sua grande maioria são de pessoas que não estão vendo nenhuma atitude da direção para mudar o caminho traçado desde o ano passado que levou o time ao rebaixamento.
 
 

4oito

Deixe seu comentário