Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Santos FC, o dono do mundo

Almanaque da Bola #464
João Nassif
Por João Nassif 30/10/2019 - 10:06

A terceira edição da Copa Intercontinental ocorreu em 1962. Já revivemos aqui no Almanaque da Bola as duas primeiras edições vencidas pelo Peñarol do Uruguai que só não foi para sua terceira disputa por ter sido derrotado pelo Santos de Pelé na final da Libertadores.

O Santos venceu a decisão da Taça Libertadores de 1962 depois de uma partida extra disputada em Buenos Aires. O placar foi 3x0 para o time brasileiro.

Na decisão regular o Santos venceu o primeiro em Montevideo por 2x1 e foi derrotado na Vila Belmiro por 3x2.

O Benfica, campeão da Taça Europeia de Clubes Campeões foi para a decisão da Intercontinental depois de derrotar o Real Madrid no Estádio Olímpico de Amsterdam por 5x3 na decisão da temporada 1961/1962.

Santos no Estádio da Luz

Se o Santos tinha Pelé, o Rei do futebol, o Benfica contava com Eusébio, o Pantera Negra, seu maior jogador.

O primeiro jogo da Copa Intercontinental foi disputado no Maracanã com mais de 85 mil torcedores e o Santos venceu por 3x2 com dois gols de Pelé e um de Coutinho. Eusébio não marcou e os dois gols do time português foram do meia Santana.

O jogo de volta, em Lisboa no Estádio da Luz, os mais de 70 mil presentes viram uma das maiores exibições de Pelé & Cia. O Santos impôs uma goleada de 5x2 com três gols de Pelé, um de Coutinho e outro do ponteiro esquerdo Pepe. Eusébio e Santana marcaram para o Benfica.

O Santos foi o time brasileiro que conquistou pela primeira vez o título da Copa Intercontinental.  
 

4oito

Deixe seu comentário