Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Quem somos? O que queremos? Para onde iremos?

João Nassif
Por João Nassif 04/06/2018 - 11:05

Willi Backes *

O Criciúma Esporte Clube, no primórdio EC Comerciário, foi fundado em 13 de Maio de 1947, portanto, em 2018, comemora 71 anos de existência, com o mesmo endereço e CNPJ. 

O Criciúma EC, com esta denominação desde 02 de Abril de 1978, é resultante da fusão de interesses desportivos das agremiações existentes na cidade, com objetivo de angariar simpatia e participação de toda a comunidade local e regional. 

O Criciúma EC, em 13 de Maio de 1984, alterou as cores dos materiais esportivos, com ênfase para o tricolor amarelo, preto e branco, combinação inédita regional, simbolizando as riquezas do carvão (preto), cerâmica (amarelo) e o branco (todos as agremiações e torcidas locais). 

Ao longo dos 71 anos de existência, o Criciúma EC participou efetivamente em competições como o Campeonato Catarinense de Futebol, Copa Sul Minas, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro das Séries A, B e C, e, Taça Libertadores de América. Dentre os inúmeros títulos conquistados, destaca-se o título de Campeão da Copa do Brasil de 1991. 

O Estádio Heriberto Hülse ao longo da história do clube, inicialmente foi construído com doações e mão de obra voluntária, recebeu do Governador Heriberto Hülse o sistema de iluminação que depois foi modernizado, arquibancadas e coberturas edificadas por etapas, alojamentos e demais departamentos com constantes atualizações e modernizações. 

CT Antgenor Angeloni (Foto: Portal Litoral Sul)

O Centro de Treinamento com alojamentos para equipes da base e profissionais, recebeu doação da área pela Prefeitura Municipal de Criciúma em 1996 e recentemente, em maio de 2018, foi inaugurado oficialmente, recebendo a denominação de Centro de Treinamento Antenor Angeloni, ex-presidente do clube em três oportunidades intercaladas.  

Durante os 71 anos de história, o Criciúma EC teve em torno de duas centenas de voluntários nativos que desempenharam, indicados ou eleitos, os cargos de presidente e diretores da entidade.

Ao redor de 5.000 pessoas foram e/ou são sócios patrimoniais e laureados do Criciúma EC na sua trajetória histórica.

Mais de 2.000 jogadores de futebol profissional já vestiram a camisa do Criciúma EC. Muitos aqui ajudaram a conquistar títulos e também na carreira posterior em clubes brasileiros, no estrangeiro e na seleção nacional. Muitas famílias foram construídas por ex-jogadores em Criciúma e região, por livre escolha e opção segura. 

Milhares de praticantes de futebol, infantis, juvenis e juniores, foram recepcionados, selecionados, treinados e orientados sob a guarda e responsabilidade do Criciúma EC. O futebol do clube e de muitas outras agremiações no Brasil e no exterior usufruíram desta formação.    

Centenas de profissionais contribuíram nas comissões técnicas do clube, dentre eles, ao redor de 100 treinadores, muitos, em mais de uma oportunidade. Dentre eles, o sucesso profissional foi estendido quando da atuação à frente de clubes de futebol no Brasil e no exterior, bem como, na Seleção Brasileira de Futebol. 

Nos 71 anos de história do Criciúma EC, o estádio Heriberto Hulse foi acessado por mais de 5.000.000 de torcedores e simpatizantes.  Outros tantos ou mais, em seus estádios em Santa Catarina, Brasil e exterior, acompanharam o desempenho futebolístico do Criciúma EC.  

Somadas as transmissões dos jogos e matérias via televisão, emissoras de rádio, redes sociais e textos na mídia impressa, a citação do nome “Criciúma”, também acompanhadas por imagens, registram algumas dezenas de milhões de vezes. 

Impossível somar os valores e recursos financeiros gerados na compra e venda no período dos 71 anos de história do Criciúma EC, decorrentes dos patrocínios e copatrocínios, das folhas de pagamentos dos profissionais e semiprofissionais, nas edificações dos equipamentos, das viagens e estadias, das hospedagens receptivas, das compras em restaurantes, bares e supermercados, do consumo de combustíveis, da compra de materiais esportivos, dos tempos nas vias de comunicação, das lembranças e presentes com a marca da Entidade. Mais e mais. 

A cidade de Criciúma é polo regional, referência econômica e social para o sul e para o Estado de Santa Catarina. A cidade de Criciúma e o Criciúma Esporte Clube são um ser só, no nome, na logomarca, na marca, no institucional e promocional. O que a Entidade Esportiva já fez e fará em benefício de todos, é imensurável, impagável. 

A boa gestão do Criciúma Esporte Clube deveria ser meta, oportunidade e desejo de todos. “Todos por Um, Um por Todos”. 

É o que penso.        

* Sócio Patrimonial e Publicitário
 

4oito

Deixe seu comentário