Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Queda em Seul, apenas a prata

URSS campeã na Coréia do Sul
João Nassif
Por João Nassif 31/10/2018 - 19:37Atualizado em 01/11/2018 - 16:41

Depois de muitas frustrações por não conquistar o ouro olímpico a seleção brasileira finalmente conseguiu em 2014 o único torneio internacional que ainda não havia vencido. 

Em alguns havia chegado muito próximo, disputando algumas finais, mas o de 1988 foi a mais dolorosa quando foi derrotada pela União Soviética numa campanha que sobrou em emoções, faltando apenas a finalização para a conquista do ouro.

Brasil x URSS final olímpica em 1988

Entre outros destaques a seleção treinado por Carlos Alberto Silva contava com Romário e Bebeto iniciando suas caminhadas pelos gramados do planeta, culminando com o título do Mundial de 1994, com Taffarel já mostrando o grande goleiro que em breve seria titular da seleção principal e também campeão do mundo, com Geovane meio campista do Vasco considerado o melhor jogador das Olimpíadas de Seul. 

Na primeira fase o Brasil foi o primeiro colocado em seu grupo com três vitórias sobre a Nigéria por 4x0, Austrália por 3x0 e Iugoslávia por 2x1.

Nas quartas de final despachou a Argentina com vitória por 1x0 e nas semifinais venceu a Alemanha Ocidental nos pênaltis por 3x2. Neste jogo surgiu o fenômeno Taffarel que pegou um pênalti no tempo normal quando o jogo estava empatado em 1x1 e pegou mais dois na decisão.

A final foi contra a União Soviética e nova frustração por não ter conseguido a medalha de ouro. Os soviéticos venceram por 2x1 na prorrogação. 

Com sete gols Romário foi o artilheiro das Olimpíadas de 1988 na Coréia do Sul.   
 

4oito

Deixe seu comentário