Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Primeira Liga dos Campeões

Almanaque da Bola #452
João Nassif
Por João Nassif 18/10/2019 - 09:47

A partir de hoje aqui no Almanaque da Bola vou reviver a história das duas maiores competições de clubes do planeta. Ninguém duvida que os dois continentes que praticam o melhor futebol do mundo são a Europa e a América do Sul. 

Por isso irei relembrar ano a ano a Liga dos Campeões e a Taça Libertadores cujos vencedores disputaram a Copa Intercontinental e de uns anos para cá o Mundial de Clubes da FIFA.

A Liga dos Campeões começou primeiro com a primeira edição na temporada europeia 1955/1956. O torneio com o nome de Taça dos Campeões Europeus de Futebol teve a participação de 16 equipes. Foi um torneio rápido com a primeira fase formada por oito chaves, quer dizer já começou nas oitavas de final.

Na primeira fase foram registradas algumas goleadas como a do Rapid Vienna da Áustria por 6x1 sobre o PSV Eindhoven da Holanda e a do Real Madrid que derrotou o Servette da Suíça por 5x0. O MTK da Hungria impôs um 6x3 no Anderlecht da Bélgica.

O Milan da Itália nas quartas de final goleou o Rapid Vienna por 7x2 jogando em Milão. Foi a maior goleada nas quartas de final.

Uma das semifinais foi entre Stade de Reims da França e o Hibernian da Escócia. Os franceses venceram as duas partidas, a primeira por 2x0 em Paris e a segunda por 1x0 em Edinburgh na Escócia.

A outra semifinal foi chamada de decisão antecipada da Taça dos Campeões. Real Madrid e Milan se enfrentaram e no primeiro jogo o time espanhol venceu em casa, no Santiago Bernabeu por 4x2.

O segundo jogo foi no San Siro em Milão e os italianos venceram por 2x1, mas insuficiente para classificação, pois no placar agregado os espanhóis fizeram 5x4 e foram para a final.

A decisão do torneio foi jogada em partida única no Parc des Princes em Paris e o Real Madrid que venceu por 4x3 se tornou o primeiro campeão da Taça dos Campeões Europeus de Futebol, cuja segunda edição será meu assunto de amanhã.
 

4oito

Deixe seu comentário