Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Pobre futebol brasileiro!

Muito se resume à apenas uma bola
João Nassif
Por João Nassif 22/10/2018 - 07:30Atualizado em 22/10/2018 - 08:30

Apesar de boas disputas nas pontas de cima e de baixo na tabela com briga por títulos, por acesso e pela fuga do rebaixamento, tanto na série A como na B do campeonato brasileiro, o nível das competições está muito abaixo do esperado.

Não que o futebol brasileiro seja recheado de craques e times empolgantes, mas o que temos visto é um futebol pragmático, sem grandes emoções e o reflexo está na baixíssima média de gols mostrada nos dois campeonatos.

Na série A com 298 jogos disputados até hoje foram marcados 661 gols, média de 2,22 gols/jogo. Na B em 320 jogos os ataques marcaram 693 gols com a média de 2,17 gols/jogo.

Muito se deve a cultura implantada pelos treinadores de jogar por uma bola. Como a qualidade é baixa, os times se fecham e esperam um erro do adversário ou uma bola parada para buscar o resultado. 

A prova está que a série A registra 70 jogos terminados em 1x0. Na série B são 79. Quer dizer, 24% dos jogos dos principais campeonatos do Brasil terminam o placar de 1x0. 

Quando são incompetentes para fazer um misero golzinho, na série A são 35 e na B 36 jogos ficam no 0x0, 11% do total.

Estou aí falando em 35% de jogos em que são marcados apenas um gol.

Os treinadores buscam primeiro não perder, pois a falta de resultados no futebol brasileiro significa demissão e por não terem qualidade à disposição armam fortes retrancas para tentar se manter no emprego.

Poucos clubes têm condições de segurar seus melhores jogadores, normalmente os garotos que surgem com potencial vão embora muito cedo. A maioria dos clubes com poucos recursos financeiros não conseguem montar times de melhor nível, por isso, vemos muitos jogos no futebol brasileiro definidos por apenas uma bola.   
 

4oito

Deixe seu comentário