Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ouro fantástico

Almanaque da Bola #330
João Nassif
Por João Nassif 18/06/2019 - 11:31

Podem até encontrar outro momento, mas o maior da história olímpica do Brasil aconteceu no dia 23 de agosto de 1987 em Indianapolis nos Estados Unidos. 

Foi na final de basquete do pan-americano na vitória sobre os Estados Unidos e a consequente medalha de ouro. Os americanos haviam até ali massacrado todos seus adversários e tinham a certeza de ganhar com facilidade a medalha de ouro do torneio.

Perante um público de 17 mil pessoas, esta certeza ganhou forma quase definitiva no final do primeiro tempo que terminou com vitória dos Estados Unidos por 68x54. 

No intervalo, todos da delegação brasileira se comprometeram a alcançar o milagre e incentivados pelo assistente técnico José Medalha que aos gritos de “Chutem, chuta que dá” começou uma das mais emocionantes reações do esporte mundial.

Oscar e Marcel seguiram a letra o comando do técnico, Gérson e Israel eram dois leões nos rebotes e a jovem equipe americana se assustou com a garra e determinação dos brasileiros.

Oscar acertou sete arremessos de três pontos, e juntamente com Marcel foram responsáveis por 55 pontos dos 66 que o Brasil, marcou no segundo tempo, determinando a vitória por 120x115.

Indianapolis, conhecida como a Capital do Basquete, viu sua seleção perder uma invencibilidade de 34 jogos oficiais da equipe masculina dos Estados Unidos que até então nunca havia perdido uma partida sequer em seu país.
 

4oito

Deixe seu comentário