Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Os melhores da F1 2019

Surpresa na ponta
João Nassif
Por João Nassif 08/05/2019 - 12:35

Thiago Ávila *

Despois de quatro corridas disputadas, a Formula 1 encerra seu ciclo no oriente e retorna a Europa, para o GP da Espanha, começando assim o ciclo das tradicionais pistas do automobilismo mundial. Para este ano, criei um ranking dos pilotos que mais destacaram nos treinos e corridas desta temporada. 
O critério é simples: a cada fim de semana de corrida, a pessoa com quem vos escreve desenvolve uma lista dos dez pilotos que melhor tiveram desempenho durante as sessões. E a pontuação segue como no campeonato oficial: 1º 25, 2º 18, 3º 15, 4º 12, 5º 10, 6º 8, 7º 6, 8º 4, 9º 2 e 10º 1 ponto. Segue os dez primeiros gerais.

1º VALTTERI BOTTAS – 71 PONTOS
O finlandês é líder do campeonato não é à toa. É o piloto com mais poles, tem duas vitórias, uma corrida espetacular na Austrália e foi consistente na China e Baku. Ele está voando e se manter o nível, é favoritaço na briga pelo título.

2º LEWIS HAMILTON – 66 PONTOS
Ele é o cara. Não precisa fazer mais do que já sabe para conquistar bons resultados. Além disso, ele não parece estar dando tudo de si, vai ver está dando mole para dar moral a Bottas. Mesmo assim, vem fazendo seu melhor início de temporada na Mercedes.

2º MAX VERSTAPPEN – 66 PONTOS
Empatado com Hamilton está o menino de ouro Max Verstappen. Ele está voando com um mísero motor Honda. Vem constantemente forte em todas as corridas até agora, com um ótimo desempenho em Baku, onde chegou a liderar uma das sessões de treino e batendo de frente com as Mercedes e Ferraris. Além disso, vem deitando e rolando para cima de seu companheiro Pierre Gasly.

4º CHARLES LECLERC – 54 PONTOS
Outro garoto que já é realidade. Em quatro corridas, o monegasco está dando um trabalho danado ao tetracampeão Sebastian Vettel. Vem superando o alemão nos treinos e às vezes é prejudicado pela própria Ferrari. Em seu melhor desempenho, no Bahrein, liderava até a volta 48, quando teve perda de potência e foi apenas o terceiro. Ainda teve um ótimo desempenho em Baku, apesar de ter batido na classificação. Em compensação, não teve uma atuação impressionante na Austrália e China.

5º SEBASTIAN VETTEL – 36 PONTOS
Vettel parece está velho, já não tem a mesma agressividade que tinha nas épocas de Red Bull ou nos dois últimos anos de Ferrari. Realmente algo pesou contra ele. Apesar de tudo, ele não erra mais tanto quanto no ano passado. Rodou no Bahrein, isso é fato, mas vem sendo condizente com o carro. É inferior às Mercedes, apenas.

 

6º KIMI RAIKKONEN – 22 PONTOS
Muito se dizia sobre quem seria o melhor do resto este ano. Ricciardo, Hulkenberg, Magnussen..., mas o nome dele é Kimi Raikkonen. Para mim o melhor piloto de carros medianos na atualidade. Não é nada genial, tanto que nesses últimos anos de Ferrari não apresentou muita coisa. Porém, com toda sua experiência, marcou todos os pontos para a Alfa Romeo no ano e é sim o ‘melhor do resto’ na temporada. Pode escrever: ele será o sétimo colocado com folga em relação aos demais, e até bem próximo do sexto.

7º SERGIO PEREZ – 20 PONTOS
O mexicano não vinha fazendo um bom trabalho nas duas primeiras corridas, mas depois de um bom desempenho na China e ser um dos grandes destaques de Baku, o colocaram nessa posição confortável.

8º LANDO NORRIS – 17 PONTOS
O britânico vice-campeão da F2 ano passado chegou com muitas dúvidas para ocupar assento que era de Alonso e Vandoorne. Mas vem os substituindo muito bem e não tem dado brechas ao companheiro Carlos Sainz. É um ótimo piloto de treinos e regular nas corridas. Ainda há muito o que aprender e também o que melhorar no carro, que ainda não é grandes coisas. Seu melhor resultado foi um sexto lugar no Bahrein.

9º PIERRE GASLY – 14 PONTOS
Eu sei, esse francês está ridiculamente fracassando contra as expectativas e seu companheiro de equipe. Mas vejamos: ele foi péssimo nas duas primeiras, isso não tem como negar. Mas evoluiu bem na China e voou nos treinos em Baku. Só não largou numa posição boa, porque recebeu uma punição. Mesmo assim, largou em último e seria sexto se não tivesse abandonado, está ótimo.
 

10º ROMAIN GROSJEAN – 10 PONTOS
Esse eu entendo se você discordar, mas cá entre nós: Grosjean foi fantástico na Austrália. Era sexto colocado até a equipe fazer um péssimo pitstop e mais tarde abandonar pelo mesmo motivo do outro ano: pneu mal apertado. Fora essa corrida, na qual ele ganhou esses dez pontos, não apresentou mais nada de significante.

* Estudante de jornalismo da PUCRS

4oito

Deixe seu comentário