Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O tempo voa para a série C

João Nassif
Por João Nassif 18/05/2021 - 06:00Atualizado em 18/05/2021 - 10:50

Enquanto o Criciúma ainda não tem seu elenco completo, mesmo já tendo realizado dois jogos treinos, alguns de seus adversários estão em atividade jogando partidas oficiais.

Estes adversários são do estado de São Paulo disputando o Troféu do Interior, torneio de consolação para os clubes eliminados da primeira fase. Ontem, por exemplo, jogaram Novorizontino e Ituano, partida válida pela semifinal cujo vencedor irá enfrentar a Ponte Preta na decisão. O time campineiro ultrapassou pelo Bragantino numa decisão por pênaltis.

E não são apenas Novorizontino e Ituano, a brigada paulista ainda tem Mirassol, Botafogo e Oeste, que dizer parada duríssima para as pretensões do Criciúma. Sem contar com outros elementos complicadores como Figueirense, Paraná e os gaúchos Ypiranga e São José.

O projeto que deve ter sido montado pela comissão técnica passa necessariamente por mais reforços, o que tem hoje à disposição do Paulo Baier não é suficiente para um campeonato exigente, lembrando que de quebra tem no início do mês os jogos pela Copa do Brasil.

A bronca será grande, pois o adversário América Mineiro não é dos melhores para ser enfrentado. O time comandado pelo Lisca está na final do campeonato de Minas Gerais e tem um retrospecto altamente positivo na temporada. 

O tempo não passa, voa, faltam apenas 11 dias para o começo da série C e o Criciúma terá problemas com este plantel curto e com pouquíssimas opções.

4oito

Deixe seu comentário