Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O que sobrou

João Nassif
Por João Nassif 28/09/2017 - 09:15

No início da temporada, Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras eram quase unanimidade possuidores dos melhores e mais caros elencos do futebol brasileiro. Previam-se grandes conquistas e uma avassaladora superioridade sobre seus adversários. 

O Atlético começou o ano campeão mineiro. O Flamengo conquistou o campeonato carioca. O Palmeiras campeão brasileiro não conseguiu chegar nem à final do estadual paulista. O discurso era o foco na Libertadores.

Muito bem, veio a Libertadores e o fracasso foi geral. O Flamengo eliminado na primeira fase teve como consolo a Sul-Americana onde se mantem e irá enfrentar o Fluminense nas quartas de final. Atlético e Palmeiras não conseguiram ultrapassar o primeiro mata-mata. Os três entraram nas oitavas de final da Copa do Brasil. Somente o Flamengo conseguiu chegar à decisão e foi derrotado nos pênaltis pelo Cruzeiro.

Restam aos três “poderosos” somente o campeonato brasileiro. Palmeiras e Flamengo com chances quase zero para o título disputam vaga para a Libertadores-2018 enquanto o Atlético é apenas o 11º colocado muito próximo da zona de rebaixamento. 

O holandês Robben do Bayern de Munique disse esta semana que “dinheiro não faz gol” numa referência ao confronto de seu time com o milionário PSG. Foi contrariado, pois seu time levou um baile de Neymar & Cia. Atirou no que viu e acertou o que não viu. Sua frase cabe por inteiro sobre o futebol brasileiro.
 

4oito

Deixe seu comentário