Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Mesmo final com posturas diferentes

Palmeiras e Inter fora da Libertadores
João Nassif
Por João Nassif 29/08/2019 - 09:15

O meio de semana foi de pura adrenalina na decisão das quartas de finais da Libertadores. Dois jogos envolvendo times brasileiros mostraram diferença na postura dos desclassificados.

Terça-feira o Palmeiras apesar da vitória no primeiro jogo em Porto Alegre foi superado no Pacaembu por um time organizado e com apetite para superar a desvantagem. O time paulista mais uma vez por ser mal treinado, com um treinador que ainda se escora em conquistas do século passado mostrou novamente uma apatia inconcebível pelo elenco milionário e pela obsessão de chegar à decisão de um Mundial.

O Grêmio com jogadores menos badalados, mas com um técnico que exige um futebol envolvente com variações bem treinadas jogou com a vontade costumeira e com méritos atingiu as semifinais.

Ontem foi a vez a vez do Internacional ser eliminado. Depois de ter perdido o primeiro jogo apostou todas suas fichas na força do Beira Rio para reverter a desvantagem dos dois gols sofridos no Rio de Janeiro. Com elenco e plantel limitados a postura de xerifes de um D’Alessandro, de um Guerrero, de um Victor Cuesta foi outra arma usada para tentar quase o impossível contra o melhor time do atual futebol brasileiro. Não poderia dar certo apesar de ter feito um gol e a esperança de um segundo para ir aos pênaltis. 

Dois times eliminados de forma distinta. Um que poderia mostrar mais futebol pelo plantel que tem sai sem lutar como exige uma decisão e outro jogando no seu limite e com muita luta, mas sem a qualidade para superar um time recheado de craques que fizeram a diferença.
 

4oito

Deixe seu comentário