Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Meio a meio

Largada na Libertadores
João Nassif
Por João Nassif 08/03/2019 - 06:35

Não foi de todo ruim o resultado da quarta-feira em Itajaí. O empate entre Marcílio Dias e Figueirense aumentou em apenas um ponto a vantagem do Marcílio sobre o Criciúma, agora são cinco, 19x14.a questão é o Brusque entre eles, dois pontos a mais que o Criciúma. O jogo de domingo contra a Chapecoense no Heriberto Hülse é outra final do Criciúma no campeonato.
 

COMEÇO SEM EMPOLGAR
Começou de forma modesta a participação dos brasileiros na Libertadores-2019. Mesmo com as vitórias fora de casa, Flamengo, Internacional, Palmeiras e Cruzeiro não conseguiram apresentar o futebol que se esperava, principalmente de Flamengo e Palmeiras pelo investimento e pelos elencos recheados de bons jogadores, alguns podem ser considerados acima da média. O Inter ganhou por um frango histórico do goleiro do Palestino.

DECEPÇOES
O Grêmio empatou fora de casa, vá lá, sempre é bom resultado, mas pela qualidade do adversário poderia perfeitamente vir de Rosário com uma vitória. É que jogou abaixo de seu potencial. A derrota do Athletico-PR pode ser amenizada pelo fato de ter jogado fora de casa contra o Tolima de má lembrança para os corintianos, mas a do Atlético-MG foi decepcionante em casa para o paraguaio Cerro Porteño.

RESUMO
O contingente brasileiro na Libertadores tem sete times que conquistaram quatro vitórias, um empate e sofreram duas derrotas. À exceção do Palmeiras, todos os demais brasileiros venceram pela contagem mínima. O jogo infernal foi entre o Union Concepción do Chile contra o Sporting Cristal do Peru, com vitória dos chilenos por 5x4. Outra goleada foi do Libertad do Paraguai que fez 4x1 na Universidad Católica do Chile. Os demais times que atuaram na primeira rodada da Libertadores marcaram o máximo de um gol, apenas o Palmeiras marcou dois.

POUCO JUÍZO
Que o Neymar prefere as baladas, muitas vezes priorizando festas em detrimento de sua condição de pleiteante a ser o melhor do mundo é sabido por todos que transitam pelas redes sociais. Tem sido assim na vida do principal jogador brasileiro em atividade, que pelo destino tem ficado ausente em momentos decisivos na seleção e no PSG, seu clube que sonha em dominar o futebol europeu e mundial. 

MUITA SORTE
Fazendo uma retrospectiva, na hecatombe dos 7x1, Neymar estava ausente. Na eliminação pelo Real Madrid nas oitavas de final da Champions da temporada 2017/2018 e na deste ano, também nas oitavas para o Manchester United Neymar também foi desfalque do PSG por conta de lesões. Quer dizer o principal jogador em momentos cruciais da seleção e o PSG não esteve em campo. Coincidência ou pura sorte? Só comparando, os melhores do mundo, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo também não ganharam Copas do Mundo, mas estiveram sempre presentes e conquistando os maiores torneios de clubes do mundo. 

BABAQUICE
A revista Placar inventou em sua última edição que após Pelé, Neymar é o maior brasileiro da história. Seu editor Sérgio Xavier, responsável pela irresponsabilidade, que nas horas vagas é comentarista do SporTV foi devidamente enquadrado pelo Petkovic, também comentarista do canal. Não se brinca com coisa séria.    

08/março – A FÚRIA DO ETNA
O vulcão Etna, que ainda hoje está ativo na Itália, causou a morte de mais de 20 mil pessoas no dia 8 de março de 1669. A erupção destruiu a cidade de Catania.
 

4oito

Deixe seu comentário