Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Lá se vão 16 anos

Maratona vitoriosa
João Nassif
Por João Nassif 07/12/2018 - 18:34

Numa tarde chuvosa há exatos 16 anos o Criciúma entrou em campo para disputar a segunda partida da final do campeonato brasileiro da série B.

No dia 07 de dezembro de 2002 no Heriberto Hülse o Criciúma que havia perdido para o Fortaleza no primeiro jogo por 2x0 precisava reverter o resultado para colocar mais uma estrela em seu distintivo.

E fez o que tinha que fazer. Com uma exibição de luxo de Paulo Baier que marcou três gols, a vitória por 4x1 sacramentou uma campanha espetacular que começou no dia 11 de agosto com a vitória sobre o Jundiaí por 2x0.

O campeonato foi disputado por 26 clubes que jogaram entre si somente em jogos de ida. O formato ainda não era em turno e returno o que só aconteceria a partir de 2006.

Nos 25 jogos que realizou o Criciúma conquistou 51 pontos através de 16 vitórias e três empates, pois foi derrotado somente em seis oportunidades. Marcou 45 gols e sofreu 34. Terminou a primeira fase em primeiro lugar com duas rodadas de antecedência. Esta liderança permitiu que a partir da segunda fase, quartas de final, jogasse a segunda partida dentro de casa.

Cleber Gaúcho-volante campeão brasileiro em 2002

E assim foi feito. Nas quartas de final foi derrotado no primeiro jogo pelo Remo em Belém por 2x1 e virou em casa com vitória por 4x0. Na semifinal venceu duas vezes o Santa Cruz, por 1x0 no Arruda e 3x0 no Heriberto Hülse. Neste jogo o Criciúma garantiu o acesso à série A.

Finalmente as duas partidas da final contra o Fortaleza.

Naquela tarde chuvosa de 07 de dezembro de 2002 o Criciúma garantiu a segunda estrela em seu distintivo.


 

4oito

Deixe seu comentário