Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Independiente quebrando hegemonia

Almanaque da Bola #469
João Nassif
Por João Nassif 04/11/2019 - 10:54

A quinta edição da Taça Libertadores da América foi disputada em 1964 com 11 clubes representantes de todos os países filiados à CONMEBOL. 

O decimo primeiro time foi o Bahia, vice-campeão da Copa do Brasil em 1963. No mesmo ano o Santos foi campeão da Copa do Brasil e como também havia sido campeão da Libertadores entrou apenas nas semifinais, abrindo a vaga brasileira para o time baiano.

Independiente 1964

O Bahia teve que disputar uma fase preliminar e foi eliminado em dois jogos pelo Deportivo Itália, ambos na Venezuela, sede de seu adversário.

A primeira fase do torneio foi disputada em três grupos de três equipes em cada um.

No Grupo 1 o classificado foi o Nacional do Uruguai que deixou eliminados o Cerro Porteño do Paraguai e o Aurora de Cochabamba, Bolívia.

O primeiro colocado do Grupo 2 foi o Independiente da Argentina com o Millonarios da Colômbia em segundo e o Alianza Lima do Peru na terceira colocação.

E no Grupo 3 o Colo-Colo do Chile se classificou para as semifinais, deixando pelo caminho o Barcelona de Guayaquil, Equador e o Deportivo Itália.
Independiente e Santos jogaram uma semifinal e deu o time da Argentina que venceu os dois confrontos, no Maracanã por 3x2 e em Avellaneda por 2x1.

O Nacional foi para a final eliminando o Colo-Colo com duas vitórias por 4x2. A primeira foi em Santiago e a segunda no Estádio Centenário em Montevideo.

O primeiro jogo da decisão foi na capital uruguaia e Nacional e Independiente empataram em 0x0. No jogo da volta em Buenos Aires o Independiente venceu por 1x0 e conquistou pela primeira vez a Libertadores da América.

Neste quinto torneio da Taça Libertadores o Independiente quebrou a hegemonia do Peñarol, campeão em 1960 e 1961 e do Santos, campeão em 1962 e 1963. O time argentino ganhou o direito de disputar a Copa Intercontinental de 1964 com a Internazionale de Milão.
 

4oito

Deixe seu comentário