Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

George Russell renasce em Baku e cola na briga pelo título

João Nassif
Por João Nassif 29/04/2018 - 22:58

Thiago Ávila *

Nossos jovens pilotos da F2, o futuro da F1, chegaram nesse fim de semana na pista mais louca do calendário: O Circuito Urbano de Baku, no Azerbaijão. Pista que entrou na grade da categoria em 2016, ela proporciona diversas ultrapassagens lindas na última reta e barbeiragens das mais principiantes que podemos imaginar nas suas diversas curvas fechadas que a pista fornece.

Corrida que prometia uma briga boa entre o piloto reserva da McLaren, Lando Norris, e o júnior da Mercedes, George Russell, que conseguiram um segundo e terceiro lugar no treino de sexta, apenas atrás do tailandês Alexander Albon.

Pódio da F-2 no Azerbaijão

Mas na volta de apresentação da corrida de sábado, Norris não sai do lugar e é forçado a largar dos boxes. Resultado bom para o britânico da ART, que pulou na frente logo na largada. Por conta dos diversos incidentes grotescos dos inexperientes pilotos, o Safety Car entrou constantemente na pista, fazendo com que o líder do campeonato colasse no pelotão de cima.

Na volta 20, ainda sob comando do SC, Russell liderava, seguido por De Vries, Albon, Fuoco, Markelov, Sette Camara, Latifi, Norris e Aitken. Na relargada, De Vries bota de lado e tenta passar George na curva 1, mas passa reto e os dois acabam saindo da pista. Em consequência disso, Fuoco, que havia ultrapassado Albon, assume a ponta. O piloto da ART é o mais prejudicado no incidente e cai para a última posição.

Em compensação, seu companheiro de equipe, Jack Aitken, usa das nove voltas restantes para se consagrar com um desempenho fantástico e pula de nono para segundo, deixando o brasileiro Sérgio Sette Camara de fora do pódio. Albon, que havia retomado a liderança na volta 25, vence, com Aitken e Fuoco completando o pódio. Mesmo fazendo voltas rápidas atrás de voltas rápidas, Russell foi apenas o 12º colocado e fica em uma situação difícil se ainda busca o título.

Na segunda corrida, com o grid invertido do 1º ao 8º, os dois carros da MP Motorsport, que formaram a primeira fila, largaram mal e Latifi assume a ponta. Sette Camara ultrapassa Norris e pula para segundo. Boschung segura o britânico e fica com a terceira posição. George Russell, que largara em 12º, já aparecia no final da primeira volta em quinto.

Sette Camara assume a ponta e abre três segundos de vantagem sobre o francês da DAMS. A briga pelo terceiro lugar fica intensa com Boschung, Norris e Russell disputando.

Até que no final da grande reta, os três ficam lado a lado, com o piloto da ART pegando o lado mais vantajoso. Norris passa reto e cai para sétimo, há de remar tudo de novo.
Russell pula para terceiro e vai à caça de Latifi e depois Sette Camara. Nas voltas finais, o britânico faz uma ultrapassagem brilhante sobre o brasileiro, que tenta se segurar de qualquer jeito na primeira curva, mas cai para segundo. Nyck de Vries ainda ganhou a terceira posição de Latifi e fechou o pódio.

O brasileiro agora fica a um ponto do seu companheiro de Carlin na briga pelo título, seguido por Markelov, Albon e George Russell, e é o único do top-5 que ainda não venceu, mas é o mais regular até agora.

* Estudante de jornalismo da PUCRS

4oito

Deixe seu comentário