Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ferrari peca e Hamilton aproveita

De novo dobradinha da Mercedes
João Nassif
Por João Nassif 30/09/2019 - 19:21

Thiago Ávila *

O final de semana em Sochi começou extremamente positivo para as Ferraris. Leclerc e Vettel lideraram todos os treinos livres e eram dominantes em relação às Mercedes, que venceram todas as corridas desde que o autódromo foi inaugurado em 2014. O domínio tinha tudo para ser quebrado se não fosse por um erro na estratégia.

Charles Leclerc voou no sábado e marcou sua quarta pole consecutiva, o recordista de poles no ano. Vettel tinha tudo para formar a primeira fila com ele, mas faz uma péssima volta final e vê Hamilton assumindo o segundo posto. Bottas é quarto e Verstappen, punido, largou apenas em nono.

Na largada, Vettel voa para cima de Hamilton e antes da primeira curva já era o primeiro colocado. A estratégia inicial da Ferrari foi inteligente e funcionou, agora a dobradinha era praticamente certa.

No entanto, Charles não estava nada contente com a decisão da equipe e ficou reclamando no rádio para que Seb devolvesse a posição. O problema era que o alemão não parava de ser mais rápido volta a volta, chegando a abrir quatro segundos de vantagem. Com isso, Hamilton se aproximava de Leclerc e o monegasco parecia cada vez mais desesperado.

É hora das paradas e Charles é o primeiro a entrar. Só quatro voltas mais tarde a Ferrari chamou Vettel, e acabou o prejudicando como fez com Leclerc em Singapura. Não durou muito tempo e o motor de Seb quebra, fim de prova para o alemão. É o primeiro abandono desde o GP da Alemanha ano passado.

Quem se deu bem nisso foram as Mercedes, que aproveitaram do Safety Car para parar e assumir a ponta definitiva da prova. A Ferrari chama Charles de volta aos boxes, para colocar pneus maios e volta atrás de Bottas. A dobradinha que era certa para a Ferrari, agora mudou de lado.

O finlandês segurou Charles durante todo o restante da prova e fechou o 1-2 dos flechas prateadas, que não acontecia desde Silverstone.

Hamilton quebra a sequência da Ferrari e agora está muito próximo de conquistar o hexacampeonato. Ele tem 73 pontos de vantagem sobre Valtteri Bottas, e Leclerc e Verstappen seguem atrás a mais de 100 pontos.

* Estudante de Jornalismo da PUCRS
 

4oito

Deixe seu comentário