Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Feiticeiro no futebol

Almanaque da Bola #366
João Nassif
Por João Nassif 24/07/2019 - 12:32

O futebol tem suas superstições que muitas vezes se transformam em maldições que afetam o imaginário das pessoas, sejam jogadores, dirigentes e torcedores.

Uma das maldições que ficou na história foi o envolvimento dos jogadores da seleção da Austrália com um feiticeiro africano. Depois de não conseguirem classificação para a Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra os jogadores australianos contrataram o tal feiticeiro para conseguirem jogar a Copa seguinte no México.

Seleção australiana

O trabalho do feiticeiro, na verdade uma maldição consistia em impedir que as outras equipes vencessem a Austrália durante a fase eliminatória para o Mundial de 1970

E a Austrália começou bem as eliminatórias vencendo a seleção da Rodésia, hoje Zimbábue por 3x1. A maldição tinha um preço, mil libras, valor que os jogadores não tinham em mãos.

O feiticeiro então inverteu a maldição e os australianos não se classificaram nem para a Copa do México e nem para a seguinte na Alemanha Ocidental em 1974. 

E seguiu a maldição que só foi quebrada em 2004 quando um jornalista leu a biografia de Johnnie Warren, um dos jogadores envolvidos na contratação do bruxo, viajou até o Zimbábue e conheceu outro feiticeiro que anulou o que havia sido feito.

Curiosamente a Austrália se classificou para a Copa do Mundo de 2006 e foi segunda colocada no grupo do Brasil, sendo depois eliminada pela Itália nas oitavas de final.
 

4oito

Deixe seu comentário