Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Estádio Independência hostil ao Criciúma EC

João Nassif
Por João Nassif 01/06/2021 - 22:03Atualizado em 02/06/2021 - 08:21

O Estádio Raimundo Sampaio, conhecido como Independência, não tem sido bom anfitrião ao Criciúma. Em 13 jogos realizados no local o Criciúma venceu apenas um, justamente o primeiro durante a Copa do Brasil de 1991. O gol foi marcado por Roberto Cavalo e esta vitória o Criciúma encaminhou a conquista da competição. Alternando 05 empates e 07 derrotas o Criciúma está a estes 12 jogos sem vencer no Independência.

O jogo de hoje, o décimo quarto da história do Criciúma no Independência colocará frente a frente dois times com realidades diferentes cujo confronto vale pela terceira fase da Copa do Brasil. O jogo da volta será semana que vem no Heriberto Hülse. Além da classificação para as oitavas de final o vencedor deste mata-mata será premiado com R$ 2.700 milhões. 

O Criciúma ainda em formação tentando recuperar sua história. Depois do fracasso no estadual começou vencendo na série C e deixou um alento de uma possível classificação.

O técnico Paulo Baier terá hoje seu primeiro grande desafio no comando do time e na sua nova carreira.   

O América já criou uma identidade que é forte e tem conseguindo grandes resultados nas últimas temporadas. Hoje está na série A depois de ter sido vice-campeão da B em 2020. Além disso perdeu há pouco a decisão do campeonato mineiro num confronto duríssimo contra o Atlético, inclusive perdendo um pênalti no segundo jogo que poderia lhe valer o título. Tem no comando Lisca, técnico que hoje tem uma das mais altas cotações no mercado brasileiro.

O jogo que será realizado nesta quarta-feira remete ao passado, justamente no dia em que a conquista da Copa do Brasil pelo Criciúma completa 30 anos. 


 

4oito

Deixe seu comentário