Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Dinheiro acima de tudo

Impotência ofensiva
João Nassif
Por João Nassif 26/02/2019 - 06:36

O setor defensivo é que tem salvado o Criciúma de um vexame maior no campeonato. Com um péssimo rendimento são apenas 37% após nove jogos e um com ataque impotente, marcou apenas sete gols, a sétima colocação na classificação reflete a falta de investimento e a preparação técnica para este campeonato. Mas, a direção do clube deve estar contente, pois o que importa são as receitas e ainda sem que o segundo mês do ano tenha acabado já entraram nos cofres mais de R$ 2,5 milhões, provenientes das cotas da Copa do Brasil.

A FESTA CONTINUA
Quando examino a tabela e vejo Marcílio Dias, Brusque e Joinville à frente comprovo o que venho falando desde o final do ano passado. Falta critério nas contratações, chegaram jogadores empurrados por empresários sem que se atentou para as carências do plantel, enfim o planejamento foi deficiente. Gostaria de entender a contratação do Ricardo Rocha.

O CAMINHO
O alvo para a classificação é o time de Itajaí que virá ao Heriberto Hülse no próximo sábado. Portanto, o Criciúma que cumprirá o jogo atrasado contra o Hercílio Luz na quarta-feira terá nos dois próximos jogos a possibilidade de encostar no G-4. Só com uma melhora radical é que conseguirá esta aproximação. O Marcílio Dias tem também um jogo que ficou para a quarta-feira de cinzas. Se não perder folego ‘de sério candidato à semifinal.

BOA MÉDIA
Nos 47 jogos já realizados foram marcados 112 gols no campeonato catarinense deste ano. Representa 2,38 gols/jogo. Esta média é maior que a de todo campeonato do ano passado que foi de 2,33 por partida. O Avaí com seus 17 gols é o ataque mais positivo seguido pelo Brusque que marcou 14 e tem no seu atacante Hélio Paraíba o artilheiro do campeonato com seis gols. Daniel Amorim do Avaí é o segundo com cinco gols marcados.

DECEPÇÃO
O Criciúma com apenas sete gols em nove jogos tem o segundo pior ataque é só melhor que o Metropolitano que marcou cinco. Aliás, o ataque do Tigre somando todas as competições jogou 11 partidas e marcou apenas nove gols. Está explicado o porque o time se encontra na sétima e indigesta posição na classificação.

AQUI É BRASIL, MEU!!!
Vai longe a discussão sobre a indenização às famílias dos garotos queimados no Ninho do Urubu. O clube não tem noção de como administrar o problema, as famílias com advogados que querem tirar o máximo de olhos nas comissões e o MP que estipula valores, mas sabe que não será obedecido. Enfim, o caso vai longe sendo empurrado com a barriga até que a mídia encontre outro assunto e pare com as cobranças. Lembram-se do avião da Lamia?

MEMÓRIA
26/02/2007 – “ADRENALINA PURA”

Ontem o futebol propiciou uma tarde de gala a todos que estiveram presentes no Heriberto Hülse. Mesmo os que estavam apenas ouvindo puderam sentir a emoção das nuances que envolviam os dois jogos decisivos na última rodada do primeiro turno do catarinense. O Criciúma poderia ter se tornado campeão desta fase por suas próprias forças, tal a quantidade de gols que perdeu ao longo do jogo. E o Figueirense que foi a campo com um time formado por reservas fez a sua parte, buscando o resultado que precisava para iniciar a fuga do rebaixamento. E o Juventus caiu no lugar comum dos times sem história, morrendo na praia depois de uma campanha fantástica.
 

4oito

Deixe seu comentário