Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Decisão

O maior jogo do mundo
João Nassif
Por João Nassif 01/03/2019 - 07:20

Às vésperas do principal jogo do Criciúma até agora pelo campeonato catarinense ainda fica a dúvida a respeito da recuperação do time pós vitória contra o Hercílio Luz. Houve muitos erros que não foram aproveitados pela baixa qualidade do adversário. São situações que se repetidas poderão ser catastróficas. Uma derrota amanhã e a presença no G-4 ao final da fase de classificação fica inviável. Por isso vencer o Marcílio é fundamental sob pena de ter perda total na primeira parte da temporada.

EL CLASSICO
Barcelona x Real Madrid é considerado o maior jogo do planeta. Rivalidade extrema que não se limita apenas ao confronto entre duas potencias do futebol mundial. Barcelona é a capital da Catalunha, região autônoma reconhecida pelo Governo espanhol, mas não é independente dele. Os catalães de há muito pleiteiam sua independência que gera a rivalidade com o Governo espanhol sediado em Madrid. A rivalidade política e cultural exacerbada fica ainda mais acirrada quando os dois gigantes se enfrentam, seja no Santiago Bernabeu ou no Camp Nou. 

EQUILÍBRIO
Com tanta rivalidade os números só poderiam mostrar o equilíbrio de forças ao longo da história. São 240 jogos oficiais com 95 vitórias do Real e 94 do Barcelona, além de 51 empates. Em títulos a igualdade é ainda mais rigorosa com 89 conquistas de cada um. O Real Madrid leve vantagem em títulos na La Liga com 33 contra 25 e na Champions com 13 contra apenas cinco do Barcelona. O Barcelona venceu 30 Copas Del Rey contra 19 do rival e tem 15 títulos da Supercopa da Espanha contra 11 do Real Madrid. 

O ÚLTIMO
O jogo de número 240 foi realizado quarta-feira e o Barcelona venceu por 3x0 em pleno Real Madrid. O primeiro jogo foi no Camp Nou e as equipes empataram em 1x1, portanto o time de Lionel Messi está classificado para mais uma final da Copa Del Rey. Dois registros, o brasileiro Vinícius Júnior do Real foi destaque, tanto pelo que driblou e criou como pelos gols perdidos, no mínimo dois na cara do goleiro. E o uruguaio Luiz Suárez foi o dono do jogo com dois gols e a participação direta, mesmo não marcando, mas induzindo o zagueiro a fazer contra.

SEM SUPERSTIÇÃO
Virou mania jogar alho nos gramados de futebol da Inglaterra. Não é por superstição ou contra mal olhado, mas sim para evitar que parasitas destruam as raízes da grama. O Manchester United, por exemplo, há cinco anos espalha a mistura do alho com água e considera que foi um dos fatores que ajudou deixar impecável o estado do gramado. Claro que exala mau cheiro, mas aplicado alguns dias antes dos jogos, o odor se dissipa e ninguém percebe que o alho está por lá.

MEMÓRIA

01/03/2010 – “CHEGOU A HORA”

Hoje é o dia tão esperado pela torcida do Criciúma. Há muito tempo todos clamavam por mudanças na forma de administrar o clube e o advento Revigoração foi o estopim que desencadeou todo o processo para que alguém de peso viesse e desse novo alento para o futuro. À noite no HH teremos a aclamação do Antenor Angeloni que já botou a mão na massa e certamente irá sanear o Criciúma além de devolver a credibilidade a esta grande entidade tão maltratada nos últimos anos.
 

4oito

Deixe seu comentário