Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Criciúma no mundo

Competição de talentos
João Nassif
Por João Nassif 09/02/2019 - 11:52

A propósito da edição nº 49 estar sendo disputada em Criciúma vou destacar no Almanaque da Bola de hoje o Banana Bowl que é um torneio de tênis da série juvenil da ITF (International Tennis Federation) e da Confederação Sul-Americana de Tênis.

Foi criado em 1968, durante o congresso do campeonato sul-americano em Caracas, na Venezuela. O nome Banana foi sugerido por Alcides Procópio, então presidente da Federação Paulista de Tênis, que gostaria de criar uma versão tropical do Orange Bowl. "Já que copiamos tudo dos Estados Unidos e eles têm o Orange Bowl, então nós teremos o Banana Bowl", disse Procópio em 1998, ao lembrar da criação do evento.

Ganhadores do torneio em Criciúma-2018-categoria 18 anos

No início o nome soava estranho, mas já apareciam participantes e, em 1970, saiu o primeiro torneio oficial. No começo apenas jogavam sul-americanos mas, em 1976, apareciam os primeiros mexicanos e estadunidenses. Como o peso da competição ganhava força, vários tenistas que fariam sucesso começaram a participar, casos de John McEnroe, Ivan Lendl, Gabriela Sabatini e Gustavo Kuerten.

Até 2007 o torneio contava com pontuação Grade A n o ranking mundial juvenil e desde então passou a ser Grade 1, a segunda maior pontuação da ITF. Foi criado em São Paulo e não tem sede fixa e já passou por várias cidades entre elas as catarinenses Florianópolis, Blumenau, Gaspar, Itajaí e Criciúma que recebe o torneio pelo terceiro ano consecutivo. 

Desde sua primeira edição em 1969 o Banana Bowl não foi disputado apenas em 1993 devido a problemas financeiros da Confederação Brasileira de Tênis. 
 

4oito

Deixe seu comentário