Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Criciúma em movimento e a espera do milagre

João Nassif
Por João Nassif 28/04/2021 - 06:00Atualizado em 28/04/2021 - 09:02

Ontem foi o dia da montagem efetiva do departamento de futebol do Criciúma. Sem um diretor, a figura procurada ajudá-lo no comando do futebol, o presidente Anselmo Freitas nomeou o Wilsão para coordenador geral do futebol e anunciou Juliano Camargo como diretor executivo.

A presença do Wilsão no futebol, trabalhando a base e o profissional deve-se muito pelo tempo e conhecimento que tem do clube e como funcionário sobe de cargo e aumenta sua responsabilidade. 

A primeira atitude do Wilsão será afirmar ao futuro treinador que não tem mais interesse em comandar o time. Ao mesmo tempo espero que o presidente tenha também este cuidado, pois na demissão de um treinador já se escorou no Wilsão assim como outros presidentes que passaram pelo clube.

Não tenho conhecimento do trabalho do Juliano Camargo, somente informações que fez um bom trabalho no Sampaio Correa, clube do Maranhão, hoje na série B do campeonato brasileiro. Trabalho que foi positivo na montagem de um plantel forte que subiu de divisão e na última temporada ficou na 6ª colocação na segunda divisão.

Sua missão será contratar um técnico e dar a ele munição para reabilitar o Criciúma na temporada, afinal em pouco mais de um mês terá duas competições pela frente. A terceira fase da Copa do Brasil e o início da série C do brasileiro.

Para finalizar, minha opinião é que não há necessidade de um diretor de futebol nos moldes pretendido pelo Anselmo. Já definiu coordenador geral, já contratou um diretor executivo e se vier mais um será muita gente dando palpite no futebol, e até recentemente um dirigente foi interpelar o técnico Hemerson Maria sobre escalação e esquema de jogo. O quadro já está completo e deve ficar por aí. 

MISSÃO QUASE IMPOSSÍVEL

O Próspera terá hoje a noite seu maior desafio das últimas temporadas. Claro que os acessos não foram fáceis, que a luta para escapar do rebaixamento na série A do estadual foi árdua e depois da classificação sonha com uma participação no campeonato brasileiro.

A missão será derrotar o Avaí na Ressacada com uma diferença de dois gols para alcançar as semifinais. Sem o técnico na beirada do campo, sem alguns jogadores expulsos na primeira partida o Próspera terá que se superar para atingir este objetivo.

Como o velho chavão diz que no futebol tudo é possível, vou aguardar e espero que a batalha de domingo não tenha desdobramentos neste jogo da volta.  

4oito

Deixe seu comentário