Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Criciúma afundou seu rival catarinense na Série B 2002

Almanaque da Bola #752
João Nassif
Por João Nassif 13/08/2020 - 09:28Atualizado em 13/08/2020 - 10:58

De volta para casa depois da viagem, quando realizou dois jogos com uma vitória e uma derrota o Criciúma disputou o segundo confronto com velhos conhecidos catarinenses na série B de 2002. Havia perdido para o Joinville no primeiro clássico estadual e desta feita contra o Avaí fez seu 16º jogo no campeonato. 

A revista “Mais uma estrela” que editei logo após o final da competição registrou desta forma o confronto:

Dejair o ,nome do jogo

“A rivalidade histórica ficou acirrada, pois o técnico Adilson Batista havia afirmado numa entrevista que seu time mais o Sport seriam os finalistas, pois tinham mais qualidade que qualquer outro. A torcida do Criciúma deu a resposta e pela primeira vez compareceu em grande número ao Heriberto Hülse. Foi uma noite memorável com Fabiano sendo uma muralha e Dejair finalmente encontrando seu futebol marcando os dois gols da vitória.

Os jogadores do Avaí perderam a cabeça e dois foram expulsos, pois sentiram a força de um time que se encaminhava para a consagração. Jogo de estreia de Sandro, garoto que veio emprestado do Cruzeiro e que teria importante participação na reta final do campeonato.

O jogo foi numa sexta-feira, o Criciúma ultrapassou o Avaí na classificação e foi para o primeiro lugar com 35 pontos. A liderança durou apenas um dia, pois no sábado o Sport venceu e deixou o Criciúma em segundo ao final da décima-sexta rodada, pois tinha melhor saldo de gols”.

Na vitória por 2x0 sobre o Avaí o Criciúma jogou com Fabiano, Paulo César Baier, Cametá, Luciano, Luciano Almeida; Edinho, Cléber Gaúcho (Sandro), Paulo César (Douglas), Juca; Delmer (Carlos Henrique), Dejair.

Giuliano Bozzano da Federação Catarinense apitou o jogo.

A informação na página 34 da revista: “O artilheiro do Criciúma no campeonato brasileiro foi Dejair com 10 gols, seguido de Paulo César Baier com 09 e Delmer com 08”.   
 

4oito

Deixe seu comentário