Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Cinco corridas, cinco vencedores

Teve tapetão
João Nassif
Por João Nassif 11/03/2019 - 16:26

Thiago Ávila *

A Formula-E, principal categoria de carros elétricos retornou às pistas neste domingo, dessa vez no circuito de Hong Kong, para a disputa do 50º ePrix. Comemorando também as 50 corridas, Lucas Di Grassi, Daniel Abt, Jerome d’Ambrosio, Sam Bird e Nelsinho Piquet estamparam essa marca em seus carros, os únicos a disputarem todas as corridas da categoria.

Durante os treinos, chuva intensa, o que parecia que a marcante corrida teria sua primeira prova sob tal condição climática. A curva dois foi a mais traiçoeira, depois da grande reta, com os pilotos passando lotado ou aquaplanando.

Mas o sol abriu instantes antes do início da corrida e até a hora da largada ainda havia algumas áreas com pista molhada. Mas nada que tenha interferido na largada de Oliver Rowland, que passou a frente de Stoffel Vandoorne e assumiu a liderança. Também não prejudicou Sam Bird, que largou em sétimo e ganhou quatro posições. Lotterer, Paffett, Mortara e Di Grassi seguiam. Em seguida, Vandoorne abre demais e Bird assume a vice-liderança.

Mas a corrida não durou duas voltas até que Felipe Nasr acerta o muro e os dois carros da Mahindra o batem atrás. Bandeira vermelha! A corrida volta depois de quinze minutos e, diferente da corrida do México, a direção de prova manteve a contagem regressiva de onde parou, sem prejudicar ninguém.

A corrida recomeça com André Lotterer tomando a posição do belga ex-F1. Na volta seguinte, logo na primeira curva, Bird acerta o carro de Rowland e o carro do piloto da Nissan perde rendimento. O britânico chega a cair para décimo e consegue retomar a velocidade de corrida. Na curva seguinte, Bird freia tarde demais e Lotterer assume a ponta.

Os dois líderes somem na frente e mantém uma disputa interessante por quase toda a prova. O Safety Car é acionado mais duas vezes, mas isso não impediu que a vantagem criada por eles se abrisse de novo. Na penúltima volta eles se tocam, o pneu traseiro direito do alemão da Techeetah fura e é fim de prova para ele. Bird toma a ponta e cruza a linha de chegada como vitorioso.

No pódio, Edoardo Mortara, companheiro de Felipe Massa, fica contente por seu segundo pódio consecutivo, e do outro lado Lucas Di Grassi, fazendo uma prova discreta, mas satisfatória. Bird comemora, mas não por muito tempo, já que horas depois foi informado que sofreu uma punição de cinco segundos por conta do incidente com Lotterer.

Com isso, Mortara vence sua primeira corrida na F-E, de forma amarga, no tapetão, e entra na briga pelo título. Bird passa à frente com 54 pontos, seguido de d’Ambrosio, 53, Di Grassi e Mortara com 52. Uma disputa acirradíssima, em que a cada prova se amplia ainda mais. Cinco vencedores em cinco corridas, simplesmente a temporada mais equilibrada e sem favoritos em cinco temporadas. Que venha a próxima etapa. Que venha Sanya!

* Thiago Ávila, Estudante de Jornalismo da PUCRS
 

4oito

Deixe seu comentário