Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Ceará, outra vítima do Criciúma na Série B 2002

Almanaque da Bola #743
João Nassif
Por João Nassif 04/08/2020 - 09:47Atualizado em 04/08/2020 - 11:04

Seguindo com a reprodução da revista “Mais uma estrela” que registrou a campanha do Criciúma na conquista da série B de 2002, chegamos hoje ao jogo de número 09.

Esta partida contra o Ceará está na página 27 e confirmou a invencibilidade do time no Heriberto Hülse depois de seis jogos com 100 por cento de aproveitamento.

Criciúma x Ceará

O texto dizia o seguinte: “Um time tem que ter a capacidade de usar em benefício próprio qualquer tabela de qualquer competição. O Criciúma teve esta capacidade. Mesmo que o torcedor ainda estivesse ausente do Heriberto Hülse, o time ia acumulando vitórias que lhe trariam pontos importantes para chegar à classificação. Na nona rodada, fazia seu sexto jogo em casa.

Mais uma vez o resultado foi conquistado com muito esforço e no final do jogo. O Ceará exigiu muito, foi um time valente que só se entregou aos 48 do segundo tempo com o gol do Cametá.

Três jogadores receberam o terceiro cartão amarelo, Paulo César Baier, Douglas e Cléber Gaúcho que desfalcariam o time para o jogo em Sobral. De novo o retorno para a quarta posição na tabela, ainda a três pontos do Sport e a dois dos segundos colocados, Fortaleza e Avaí.”

O Criciúma jogou com Fabiano, Paulo César Baier, Cametá, Luciano, Alonso; Edinho (Carlos Henrique), Paulo César, Juca (Cléber Gaúcho), Dejair (Douglas); Delmer, Tico. 

Os gols foram marcados por Tico, Douglas e Cametá. A arbitragem foi do gaúcho César Pastro.

No rodapé da página a informação: Além de Edinho que levou dois cartões vermelhos, o Criciúma teve mais seis jogadores expulsos no campeonato brasileiro: Cametá, Cléber Gaúcho, Delmir, Juca, Paulo César e Paulo César Baier.

4oito

Deixe seu comentário