Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Cartões coloridos no futebol

Almanaque da Bola #583
João Nassif
Por João Nassif 26/02/2020 - 09:08

Todos sabemos que um jogo de futebol sendo amistoso ou valendo pontos não é realizado sem a presença de um árbitro. O tempo foi mostrando a dificuldade de comunicação entre árbitros e jogadores, já imaginaram um árbitro argentino advertindo com palavras um jogador chinês?

Por este motivo a FIFA introduziu na Copa do Mundo de 1970 os cartões amarelo e vermelho. O primeiro é simples advertência e o segundo a expulsão. Assim a comunicação ficou clara tanto para quem está no gramado como ao público nas arquibancadas.

Até então, em jogos de Copas do Mundo haviam sido expulsos 18 jogadores, o primeiro foi no Mundial de 1930. Nesta primeira edição do Mundial o zagueiro peruano Plácido Galindo foi mais cedo para o chuveiro no jogo em que sua seleção foi derrotada por 3x1 pela Romênia. O árbitro foi o chileno Alberto Warken.

Carlos Caszely

A primeira vez em que foi aplicado o cartão vermelho numa Copa do Mundo foi em 1974 na Alemanha Ocidental. O árbitro turco Dogan Babacan expulsou o chileno Carlos Caszely aos 22 minutos do segundo tempo no jogo em que o Chile foi derrotado pelos donos da casa por 1x0.

A seleção brasileira é a que mais teve jogadores expulsos em todas as Copas. O total é de 11 expulsões, sendo que cinco delas foi enquanto ainda não estava instituído o cartão vermelho. 

Em todas as Copas do Mundo 174 jogadores foram punidos com cartão vermelho.

Na Copa de 1938 na França o Brasil teve seus dois primeiros jogadores expulsos, Zezé Procópio e Machado contra a Tchecoslováquia. A última expulsão brasileira em Mundiais foi de Felipe Melo em 2010 contra a Holanda na África do Sul.
 

4oito

Deixe seu comentário