Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Caminho diferente

Minha coluna de hoje em A TRIBUNA
João Nassif
Por João Nassif 19/01/2019 - 07:50Atualizado em 25/01/2019 - 12:13

É perfeitamente compreensível a desilusão dos torcedores do Criciúma com o resultado na estreia do campeonato. Passou pela cabeça de todos as derrotas em anos anteriores quando depois de perder o primeiro jogo o time desandou e não teve capacidade de reação para reverter a frustração. Pelo que vi contra o Figueirense fiquei com a impressão que as condições são boas para uma campanha positiva, apesar do tropeço inicial. O time mostrou força, compactação, faltando apenas o acabamento que deverá vir com a continuidade dos treinamentos. 

O TEMPO DIRÁ
Podem argumentar que o Figueirense veio totalmente descaracterizado, sem vários reforços por força de inscrições, recheado de jogadores da base e o Criciúma não conseguiu superar este adversário que veio somente para se defender e jogar apenas pela chamada “uma bola”. Tudo é verdade, mas considero que o Criciúma começou com seis caras novas e que o entrosamento ainda é precário. São motivos que podem não servir como justificativas, mas não podemos fazer terra arrasada pela simples amostra de uma partida de estreia.  

PRIMEIRA RODADA
Com dois empates na quarta-feira, duas vitórias dos mandantes e uma dos visitantes na quinta. Pelo fato de vencer fora de casa um concorrente direto para a classificação considero o Figueirense como o maior vitorioso na rodada de abertura do campeonato, apesar da goleada que o Avaí aplicou no Metropolitano. Mesmo a Chapecoense, possivelmente a maior favorita para o título penou para ganhar na Arena Condá, marcando contra o Marcílio Dias no último minuto. 

RODADA 2
Dos três vencedores na rodada inaugural do campeonato somente o Figueirense jogará em casa neste final de semana. Contra o Tubarão e a possibilidade do time do Estreito manter os 100% na competição. A Chapecoense irá até Blumenau enfrentar um combalido Metropolitano goleado na Ressacada e o Avaí enfrentará o Joinville que somente empatou em Brusque na primeira rodada. Hercílio Luz e Brusque completam a rodada em Tubarão.

VAR NA SÉRIE A
O vídeo arbitragem poderá ser implantado para o Brasileirão 2019. A CBF lançará nos próximos dias o edital de concorrência para selecionar a empresa que fornecerá, se aprovado pelos clubes o serviço do VAR. A iniciativa é boa o problema é que a entidade não arcará com os custos que terão que ser cobertos pelos clubes. Estima-se em R$ 17 milhões o custo total do serviço.

CAPACITAÇÃO 
Já afirmei que a iniciativa é boa desde que seja feito o treinamento com os árbitros que irão analisar as incidências dos jogos. Como em cada rodada serão realizados 10
 jogos, mesmo com desmembramento o número de pessoas que trabalharão será grande, por isso a necessidade de um trabalho bem feito pelo Departamento de Árbitros da CBF para que haja uniformidade na condução dos jogos.

MEMÓRIA
19/01/2006 – “AMNÉSIA”

O Criciúma estava próximo de completar cinco meses sem vencer uma única partida. A última vencida foi no final do já longínquo mês de agosto, quando derrotou o Gama no Heriberto Hülse por 1x0, ainda pela série B. De lá para cá foram seis jogos sem vencer. Com quatro derrotas em jogos oficiais e dois empates em amistosos. Até que finalmente, aos 46 do segundo tempo foi conquistada uma vitória contra um time que é o saco de pancadas do campeonato estadual.
P.S. – O jogo foi 2x1 contra o Caxias de Joinville.
 

4oito

Deixe seu comentário