Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Brasil tri-campeão sul-americano

Máquina de fazer gols
João Nassif
Por João Nassif 31/03/2019 - 14:45

Depois de 27 anos o Campeonato Sul-Americano de Futebol voltou a ser disputado no Brasil. Em sua 21ª edição o campeonato teve várias sedes, General Severiano e São Januário no Rio de Janeiro, Pacaembu e Vila Belmiro em São Paulo e Independência em Belo Horizonte.

O aumento do número de sedes foi devido ao aumento no número de país participantes. Apenas Argentina e Venezuela não estiveram presentes, portanto, foram oito seleções que disputaram o campeonato.O Brasil que até então havia conquistado o título por apenas duas vezes e quando foi o país sede tinha a chance de se tornar campeão sul-americano pela terceira vez.

Todos jogaram contra todos em pontos corridos e a campanha da seleção brasileira foi de seis vitórias e uma derrota nos sete jogos que disputou.

A estreia do Brasil foi com uma goleada por 9x1 sobre o Equador em São Januário. Na sequencia outra goleada agora sobre a Bolívia por 10x1 no Estádio do Pacaembu.

Mantendo a invencibilidade e jogando sempre no Pacaembu a seleção brasileira venceu o Chile por 2x1 e a Colômbia por 5x0. Depois vieram outras duas vitórias massacrantes em São Januário, 7x1 no Peru e 5x1 sobre o Uruguai.

Estava fácil demais e houve o relaxamento justamente no último jogo quando a seleção foi derrotada pelo Paraguai por 2x1, também no Rio de Janeiro.

Os paraguaios também acumularam seis vitórias e apenas uma derrota para o Uruguai por 2x1.

Foi necessário uma partida desempate e aí com foco total a seleção brasileira sobrou e fez um 7x0 nos paraguaios.

Brasil com um ataque arrasador marcou 46 gols em oito jogos. Sofreu apenas sete. O brasileiro Jair da Rosa Pinto foi o artilheiro do campeonato com nove gols marcados.

Brasil campeão pela terceira vez do Campeonato Sul-Americano de Futebol.
 

4oito

Deixe seu comentário