Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Aula de como se defender (Chapecoense)

João Nassif
Por João Nassif 11/11/2020 - 11:16Atualizado em 11/11/2020 - 11:16

Quem já teve oportunidade de assistir a um jogo da Chapecoense há de concordar comigo sobre a força defensiva do time comandado por Umberto Louzer. Não existe no país um time que sofre menos gol que a Chape, não por acaso nesta temporada a melhor defesa do futebol brasileiro. Na série B são apenas cinco gols sofridos em 21 jogos.

Umberto Louzer (Foto: Globo Esporte)

Esta muralha defensiva começa com os atacantes marcando atrás da chamada linha da bola, normalmente no campo de defesa. Os volantes e meias povoam a intermediária e saem para dobrar a marcação pelos lados dificultando o ataque adversário chegar à linha de fundo. Isto obriga, pela falta de paciência, cruzamentos da linha intermediaria para consagração dos zagueiros, duas torres imbatíveis pelo alto.

E como também não falta ambição, na retomada da bola a saída é executada com muita velocidade e quase sempre com espaços para os alas e meias encontrarem os atacantes em condições de finalização.

O ataque não é muito positivo, são até agora apenas 22 gols, mas a Chapecoense já acumula 12 vitórias sendo nove por 1x0, oito empates e apenas uma derrota. Na Arena Condá a Chapecoense sofreu apenas um gol e somente uma vez sofreu dois gols num mesmo jogo. Foi em Cuiabá na única derrota quando perdeu por 2x1. 

O modelo é simples, idealizado pelo técnico. Os jogadores compraram a ideia e a executam com muita entrega. Com 44 pontos já tem uma distância de 13 pontos sobre o quinto colocado, quer dizer, com o acesso praticamente garantido e muito provável como campeão da série B.
 

4oito

Deixe seu comentário