Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

As repescagens do Mundial de 1962

Almanaque da Bola #544
João Nassif
Por João Nassif 18/01/2020 - 09:02

Já vimos que a primeira repescagem da história das Copas do Mundo aconteceu por acaso decidindo vaga para o Mundial de 1958 disputado na Suécia. O País de Gales superou Israel que havia conseguido chegar à repescagem depois da desistência de outros países por questões políticas.

Para o Mundial seguinte em 1962 no Chile a FIFA instituiu no regulamento algumas decisões entre países de variados continentes para complementação das 16 seleções que disputaram a fase final do torneio. 

Houve um aumento de países que se filiaram à FIFA com o processo de descolonização da África na passagem da década de 1950 para a de 1960. Desta forma mais países africanos se credenciaram para a disputa das eliminatórias para a Copa de 1962. 

Tunísia, Marrocos, Nigéria e Gana se juntaram à Etiópia, Egito e Sudão que já haviam disputado as eliminatórias para o Mundial anterior.

O regulamento proposto pela FIFA eliminou a vaga direta da Ásia e estipulou uma série de repescagens em que as seleções africanas e asiáticas enfrentariam equipes europeias por uma vaga no torneio.

Na repescagem Europa-África o Marrocos que havia sobrado na disputa africana enfrentou a Espanha e foi derrotado por 1x0 em Casablanca e por 3x2 em Madrid.

Na repescagem Europa-Ásia a Iugoslávia com duas vitórias por 5x1 em Belgrado e por 3x1 em Seul eliminou a Coréia do Sul que havia derrotado o Japão no grupo asiático.

Houve ainda uma repescagem disputada no continente americano. México e Paraguai se enfrentaram com os mexicanos conquistando a vaga depois de vencer em casa por 1x0 e empatar em 0x0 na partida de volta em Assunção.

E assim Espanha, Iugoslávia e México conquistaram via repescagem as vagas para a Copa do Mundo de 1962. 
 

4oito

Deixe seu comentário