Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Almanaque da Bola #060

Tempo em que time do interior era campeão
João Nassif
Por João Nassif 20/09/2018 - 18:37

A Copa do Brasil é o torneio mais democrático do futebol brasileiro que permite equipes de níveis médios e pequenos conseguir chegar ao título. É o que está alardeado nos dias de hoje. Mas, não é bem assim.

Se é verdade que equipes desconhecidas de estados sem nenhuma tradição no futebol entrem na disputa, dificilmente estes times ultrapassam a primeira fase. Entram no jogo representantes dos 26 estados do país mais o Distrito Federal.

Quando ainda não participavam os clubes que disputavam a Libertadores ainda havia esperanças de que alguém pudesse repetir o Criciúma de 1991, o Juventude de 1999, o Santo André de 2004 e o Paulista de Jundiaí em 2005.

Em 2013 a CBF resolveu que a partir daí os times brasileiros que jogavam a competição sul-americana entrariam nas oitavas de final fechando os caminhos para os pequenos chegarem ao título.

No início do torneio em 1989 entravam na disputa somente os campeões de cada estado e mais alguns vices de estados mais tradicionais para que 32 times entrassem começassem a competir numa primeira fase com 16 confrontos.

Depois de várias alterações no regulamento, principalmente na relação do número de clubes participantes, com a mudança de 2013 o torneio passou a ser disputado por 86 clubes em várias fases eliminatórias até o confronto final. 

Hoje com a mudança do regulamento da Libertadores que permite a participação de até seis ou sete times brasileiros a Copa do Brasil é disputada por 91 clubes.

Menos mal que a CBF aumentou a premiação dando ao campeão mais de R$ 60 milhões de reais.

Por isso a importância do torneio acentuada pela postura dos clubes que ainda estão na briga pelo título colocando no Campeonato Brasileiro equipes reservas guardando energia para decidir a Copa do Brasil.
 

4oito

Deixe seu comentário