Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

A retrógrada seleção do Tite

João Nassif
Por João Nassif 14/11/2020 - 12:19

O Brasil venceu a Venezuela e manteve os 100%, liderando as eliminatórias da CONMEBOL. Este é o fato, mas longe do que outrora foi uma seleção brasileira. Hoje vemos um arremedo de time de futebol, ancorado nas ideias de um técnico retrogrado que fica sem solução quando não tem Neymar à disposição. Por isso a insistência na presença do jogador que ficou convocado, numa tentativa de colocá-lo em campo terça-feira no Uruguai.

Sem Neymar, ontem o técnico ficou à beira do gramado como um maestro indicando aos jogadores o que deveriam fazer, inibindo, tirando a criatividade e amarrando o talento, como que dizendo, “sem Neymar vocês não são nada”.

Achou um gol numa bola aérea com a defesa da Venezuela fora do lugar e segurou por quase 10 minutos as entradas do Everton Cebolinha e do Pedro, numa necessária troca de esquema, mas a partir daí com o placar consolidado não houve nenhum acréscimo na lamentável atuação do time.

O quadro mais deprimente foi quando nos dois, três minutos finais a ordem era segurar a bola para evitar um eventual gol do adversário, colocando em risco a vitória e o aproveitamento do técnico no comando da seleção. 

Até quando a CBF insistirá com este “professor”?
 

4oito

Deixe seu comentário