Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

A goleada mostrou o caminho para o título da Série B 2002

Almanaque da Bola #760
João Nassif
Por João Nassif 21/08/2020 - 09:35Atualizado em 21/08/2020 - 18:51

Mesmo com duas derrotas seguidas como visitante o Criciúma sobrava no campeonato da série B de 2002, mantendo a primeira colocação e caminhando rapidamente para ser o primeiro ao final da fase de classificação.

De volta para casa o time massacrou o Sport Recife numa noite de gala levando sua torcida à loucura no Heriberto Hülse. A revista “Mais uma estrela” registrou desta forma a espetacular goelada:

“O time não sentiu as duas derrotas que sofreu no Norte e Nordeste do país, voltou líder e realizou contra o Sport sua melhor partida na fase de classificação. A décima-segunda vitória em casa consolidava um tabu que custaria caro aos adversários das finais e trazia novamente o torcedor para o Heriberto Hülse.

Foi uma partida fantástica com a goleada já definida no primeiro tempo. Os destaques foram o zagueiro Luciano que marcou dois gols, e Fabiano fazendo duas defesas fantásticas quando o jogo estava 1x0. Foi neste jogo que um foguete vindo das arquibancadas estourou perto do assistente. O incidente foi para o relatório do árbitro e traria apreensão quando do julgamento.

Ao final da rodada o Criciúma tornava a disparar na liderança, abrindo cinco pontos de vantagem sobre o segundo, agora o Fortaleza. Além disso o time era o primeiro a garantir classificação entre os quatro que teriam vantagens na final. A meta agora era o primeiro lugar”. 

Marcaram além do zagueiro Luciano na goleada por 5x1 Delmer e Tico também duas vezes. A arbitragem foi do gaúcho Fabrício Neves Correa.

O Criciúma jogou com Fabiano, Paulo César Baier, Cametá, Luciano, Luciano Almeida; Cléber Gaúcho, Paulo César, Juca (Cléber Orleans), Dejair; Delmer (Douglas), Tico (Carlos Henrique).

Na página 40 a informação: “Luiz Carlos Oliveira em 1996, com 4 gols, é o jogador do Criciúma EC com maior número de gols marcados numa única edição da Copa do Brasil”

4oito

Deixe seu comentário