Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Se gritar 'pega, ladrão'...

Archimedes Naspolini Filho
Por Archimedes Naspolini Filho 19/05/2020 - 10:14Atualizado em 19/05/2020 - 10:15

No dia 4 do corrente mês, neste espaço, descrevi o que vem a ser um Estado de Emergência e alertei sobre os perigos das facilidades impostas por tal estado, citando, especificamente, a prática das compras e contratações – no serviço público – sem licitações.
Fui mais longe e lembrei: a ocasião faz o ladrão.
E agora eu pergunto aos que me acompanham: estão vendo o que está ocorrendo norte a sul do Brasil, nas prefeituras e governos estaduais?
Estão metendo a mão sem dó!

Até na santa, pura, bela e virgem Catarina, a ética foi desbancada. Desavergonhadamente entabularam negociações nos porões palacianos e acabaram acertando a compra de respiradores artificias a preços estratosféricos. Pior: de empresa fictícia.

Ao tempo que prestei serviços ao governo do estado, a Casa Civil fazia parte do Gabinete do Governador. Este era formado pelas Casas Civil e Militar e tudo o que se imagina que possa ocorrer ou que ocorre, nos intestinos governamentais, transita por ali. Portanto, o secretário da Casa Civil, ou o Chefe da Casa Civil, o demissionário, não estava só na encrenca que polarizou.
Mas isso fica a cargo dos senhores deputados que, na assembleia legislativa do estado, trabalham numa Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga, exatamente, o alcance da famigerada aquisição de máscaras, por 33 milhões de reais, fatura já liquidada sem o recebimento da mercadoria. Absurdo dos absurdos.

E a mídia está aí, praticamente em todos os seus informativos, a denunciar a mesma prática – em volumes infimamente inferiores, é bem verdade – sendo repetida em diversos municípios deste e de outros tantos estados brasileiros.
Quando a quadrilha do ex presidente Lula foi desbaratada e o Brasil vestiu a camisa do escândalo, os brasileiros imaginávamos que a corrupção teria sido varrida da administração pública em todos os seus degraus: federal, estadual e municipal. Imaginávamos ter chegado ao fundo do poço com os brutais e escandalosos desvios de dinheiro dos cofres da Petrobras.
Imaginação inocente. 

Claro que em grau menor, evidente que em quantias inferiores, sem dúvida envolvendo menos pessoas. 
Mas a pandemia da corrupção continua presente, aqui, ali e lá, isto é, no município, no estado e na união.

É endêmico – me dizia um amigo – isto faz parte do DNA dos políticos.
Parece que ele tem razão. 

E Bezerra da Silva já nos ensinava, ao som da sua composição musical: se gritar Pega Ladrão, não fica um meu irmão...
Exagerado o Bezerra, não é bem assim. Mas os fatos que vem sendo denunciados aqui e algures nos levam a dar crédito nos versos dele.

Pior de tudo: quando o administrador não mete a mão é taxado de incompetente.
Meu Deus, aonde chegamos!

E que todos comecemos o dia como queremos termina-lo! Bom dia!

4oito

Deixe seu comentário