Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Desenvolvimento na pauta das eleições

Archimedes Naspolini Filho
Por Archimedes Naspolini Filho 03/07/2020 - 09:25

Ontem nossa emissora deu o start para a radiofonização das eleições de novembro nele envolvidos todos os possíveis cenários que o pleito eleitoral enseja. Nomes e temas foram revelados e os ouvintes tiveram a dimensão do que se planeja para cobrir esse importante momento da vida nacional.
Ah, mas as eleições estão a quase cinco meses de distância!
Não importa! O planejamento é o esteio fundamental a que a empreitada dê certo.

E por falar em planejamento, louvo a iniciativa da nossa universidade, a Unesc, que – aproveitando a loucura dessa praga da pandemia do Novo Corona Virus - chamou os municípios da Região do Carvão, para o debate e elaboração de um plano integrado de desenvolvimento.

Temos nessa convocação um dos papéis mais importantes da nossa Unesc. Afora o número de escolas e cursos, a grade curricular aprimorada, professores de qualidade, pesquisa com objetivos claros, chamar as unidades federadas que compõem a microrregião de sua base perimetral, para discutir alternativas de desenvolvimento, é uma das finalidades do celeiro da sabedoria por ela representado.

A Unesc, nesta hora difícil pela qual atravessa a economia local, regional, e nacional, poderia – perfeitamente – chamar o município onde mantém o seu campus, para esse tipo de discussão. Mas não: chamou todos os municípios que lhe rodeiam e tem em mente um planejamento integrado.

Acertou duas vezes: no momento e no envolvimento. No momento da crise, no momento das grandes preocupações, no momento em que se buscam, isoladamente, alternativas para a recuperação. E no envolvimento porque já não se pode pensar num município, isoladamente.

Ela, a Unesc, tem presente que o fator de impulso à economia de Morro da Fumaça, por exemplo, terá repercussões em Criciúma e se espraiará nos demais municípios. Aquilo que ocorrer em Criciúma, na retomada do desenvolvimento, terá repercussão nos municípios que lhe fazem limites.

Com os indicadores que brotarão dessa ampla discussão, nascerá o programa de desenvolvimento integrado, com seus projetos e suas metas estabelecidos.
Teremos, então, a ferramenta capaz de buscar investimentos para a região. Tanto no setor público quanto no privado.
A própria universidade, por sua reitoria de planejamento e desenvolvimento institucional, nos garante que 

 "O desenvolvimento do Plano olhará para o futuro, estabelecendo a identificação dos principais eixos estratégicos da Amrec para os próximos dez anos. Será um projeto capaz de viabilizar o dimensionamento dos principais objetivos estratégicos, de seu sonho de futuro e as principais bandeiras adotadas pelos municípios.”

Quem sabe tenhamos nessa iniciativa o arranco macrorregional à retomada do nosso desenvolvimento. Não podemos mais pensar no isolado, no individual. O futuro – que está logo aí – haverá de cobrar, da nossa geração, as ações que, tomadas ou não, darão ou não impulso ao nosso setor produtivo.

Não é uma notícia boa, talvez a melhor da semana?

Tão boa quanto ao que está fazendo a Mudanças Lemos com o seu serviço de armazenagem estilo self storage. Sabes o que é isso? Olha, temos aí algo que só grandes cidades possuem: o interessado armazena, em boxes individuais, na própria Lemos Mudanças, tudo quanto quiser: por exemplo: arquivo morto, móveis em desuso, mobília doméstica, livros, louças e apetrechos. A Lemos armazena e se responsabiliza pela sua conservação, com segurança e controle de pragas. Self storage da Lemos Mudanças, um negócio futurista presente no presente a nos presentear.

E que todos comecemos o dia como queremos termina-lo! Bom dia!

 

4oito

Deixe seu comentário