Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Crônica da Cidade

Archimedes Naspolini Filho
Por Archimedes Naspolini Filho 13/08/2020 - 12:45

Continuo buscando, na edição que circulou na semana de 20 a 27 de fevereiro de 1965, do nosso saudoso semanário Tribuna Criciumense, os tópicos de publicações que dão um mergulho no passado e se transformam na Crônica da Cidade de hoje. 

Preliminarmente o registro de que, no dia 13 de agosto de 1962, entrava no ar a Rádio Difusora de Criciúma, de saudosa memória.

MINISTRO VEM A CRICIÚMA – Para tomar contato direto com os problemas ligados ao nosso estado e, em especial, à BR-59, deverá chegar a Santa Catarina, ainda nesta semana, o ministro Juarez Távora. Aliás esta sua visita estava marcada para o dia 10 de fevereiro, porém o acúmulo de serviço em sua pasta determinou que o ministro transferisse a viagem. Espera-se que a visita do Marechal Juarez Távora seja das mais proveitosas e, sobretudo, que aquela autoridade observe o quanto a BR-59 é necessária para o desenvolvimento barriga-verde.

MANCHETES ESPORTIVAS – HERCÍLIO GOLEADO EM BLUMENAU – perdeu de 6 a 1 para o Olímpico. METROPOL REABILITOU-SE – venceu o Tupy, de Joinville, por 2 a 1. GAIOLA PODERÁ IR PARA O AVENIDA – Com contrato a expirar o jogador Gaiola fora procurado pelo Avenida F.C. de Santa Cruz do Sul. OURO PRETO SURPREENDEU – venceu ao Atlético Operário por 3 a 0.
E alcançamos a edição de Tribuna Criciumense que circulou na semana de 17 de fevereiro a 6 de março de 1965 e trouxe, como matéria principal de capa: MINEIROS CONSEGUEM AUMENTO SALARIAL – O Conselho do Plano do Carvão Nacional, reunido dia 19 de fevereiro, decidiu conceder um aumento salarial de 37% aos mineiros, a partir de 1º de janeiro de 1965. O Sindicato dos Mineiros de Criciúma recebeu o seguinte telegrama: Conselho Cpcan aprovou reajustamento preço carvão dando cobertura salarial 37%, partir de janeiro, devendo contrato trabalho incluir insalubridade e ter prazo mínimo um ano. Era bem assim: praticamente em todas as edições farto material sobre a indústria da extração do carvão, tanto por parte do minerador quanto do mineiro. O aumento do salário resultou do aumento do preço da tonelada do carvão e estes assuntos caminhavam sempre de mãos juntas. 37%, em março, retroativos a janeiro, representava menos do que a aplicação dos aumentos que se verificam nos dias atuais, haja vista que, em 1965, a inflação corroía o valor salarial de todos.

Esta e as demais crônicas vão ao ar na Rádio Som Maior. E eu retornarei amanhã. Até lá amigos e um abraço do meu tamanho!

4oito

Deixe seu comentário