Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Crônica da Cidade

Archimedes Naspolini Filho
Por Archimedes Naspolini Filho 04/06/2020 - 07:01

Busco, na edição que circulou na semana de 1º a 8 de agosto de 1964, do nosso saudoso semanário Tribuna Criciumense, os tópicos de publicações que dão um mergulho no passado e se transformam na Crônica da Cidade de hoje.

CARVÃO MINERAL – NOVA LEGISLAÇÃO – No último dia 21 o Congresso Nacional aprovou e encaminhou à sanção do senhor presidente da República, nova legislação sobre as atividades relacionadas com o carvão mineral. Especial destaque merece o artigo 6º, que diz o seguinte: Ao Conselho da CPCAN compete estabelecer as quotas de produção e consumo do carvão nacional. Deve-se acentuar que o consumo obrigatório de carvão nacional era de 20%, regulado a uma lei ainda da época do Estado Novo. Com a nova legislação espera-se que, em breve, o presidente do Plano do Carvão Nacional, baixe portaria fixando tal consumo em, pelo menos, 40%.

OPERAÇÃO ESVAZIA PNEUS – A operação ‘esvazia pneu’ lançada pelo Coronel Fontenelle, na Guanabara, poderá vir a ser adotada entre nós, conforme informação colhida junto ao Delegado Regional de Polícia Dr. Helvídio de Castro Velloso Filho. Seria uma tentativa de disciplinar o trânsito de nossa cidade. Conforme é do conhecimento geral a cidade cona com uma nova sinalização para o tráfego e estacionamento de veículos, que não está sendo obedecida. Assim, a partir de hoje, a polícia vai ensinar aos motoristas a obediência aos sinais e, depois de seis dias de orientação, vai adotar, sem dó nem piedade, a medida de esvaziar pneus dos veículos infratores.

DEFICIT TEFÔNICO – Segundo o relatório anual da Ericsson do Brasil, o nosso pais, atualmente, está com um déficit de um milhão de linhas telefônicas. Ainda, segundo tal relatório, o governo federal está tomando sérias providências no sentido de ajudar as empresas nacionais a fim de que sejam superados os problemas econômicos contra os quais lutam tais empresas. Possuir uma linha telefônica, em Criciúma, era um privilégio tão grande que o proprietário declarava tal posse na sua declaração do Imposto de Renda.

CONCURSO AGRICULTOR DO ANO – Em Forquilhinha foi realizado o I Concurso para a escolha do Agricultor do Ano. O resultado apontou: em primeiro lugar o Sr. Dionizio Nuernberg, de Forquilhinha, seguindo-lhe Arnoldo Preis, Joaquim Loch, Marino Gava e Arnaldo Nuernberg. É uma pena que tal concurso tenha desaparecido do nosso calendário: o setor agrícola faz por merecer a eleição em tela!

Esta e as demais crônicas estão no ar na Rádio Som Maior. E eu retornarei amanhã. Até lá amigos e um abraço do meu tamanho!

4oito

Deixe seu comentário