Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Resolvido no Aeroporto. Vôo da Latam mantido

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/09/2019 - 18:53Atualizado em 02/09/2019 - 19:15

Precisou o governador Carlos Moisés entrar em campo para reveter a decisão, pelo menos até segunda ordem, de suspensão do vôo da Latam no aeroporto de Jaguaruna.

Em meia hora, deputado Daniel Freitas acionou o comando geral dos bombeiros, falou com secretário da Casa Civil, Douglas Borba, e chegou ao governador Moisés, que fez reverter a situação.

A Anac, que estava no aeroporto, aceitou a solução encaminhada. Mas tudo isso poderia ter sido evitado.

O problema é que até semana passada os vôos da Latam e da Azul eram à tarde, em horários muito próximos. Então, uma equipe de bombeiros profissionais era suficiente para atender os dois vôos.

Como o vôo da Azul mudou de horario, voltou para manhã, a equipe de bombeiros foi dividida, e aí não teve equipe completa no vôo da Latam, à tarde. A Anac estava hoje no aeroporto, constatou que faltou bombeiro e mandou suspender o vôo.

Precisou a intervenção do governador para passar a equipe completa para cobrir o vôo da Latam, à tarde, e deixar apenas um bombeiro de plantão no vôo da manhã, porque a Azul não exige equipe completa dos bombeiros.

Era só organizar a "escalação" dos bombeiros!

Faz tempo que o problema do aeroporto de Jaguaruna é de gestão. Hoje, foi apenas mais uma prova!

A propósito, um empresário de Criciuma acaba de registrar por mensagem de texto: "Ontem fui buscar quatro empresários e o aeroporto estava cheio de goteiras, escada rolante e estreira de bagagem quebradas".

A informção sobre suspensão dos vôos da Latam, por decisão da Anac, foi comunicada aos gabinetes dos deputados federais do sul do estado no fim da tarde.

4oito

Deixe seu comentário