Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

PP queria Zezinho Hülse como candidato a prefeito

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/02/2020 - 06:13Atualizado em 14/02/2020 - 06:13

A reunião de ontem à noite do diretório municipal do PP decidiu pela abertura de conversações com todos os partidos sobre possíveis alianças para outubro.
De acordo com o vereador Edson Paiol, o último que será procurado será o PSDB, do prefeito Clésio Salvaro, candidato à reeleição.
O partido não conseguiu apontar um candidato a prefeito. Convites foram feitos, mas ninguém aceitou.
Um dos convidados foi o administrador José Luiz Hülse, o Zezinho, filho do ex-prefeito e ex-vice-governador José Augusto Hülse.
O nome foi sugerido pelo empresário Gilson Pinheiro.
Zezinho agradeceu, mas declinou.
Também foram convidados o empresário José Altair Back e o advogado Tito Livio Góes.
Sem candidato a prefeito, o PP decidiu ir à campo a procura de alianças.
Devem tratar primeiro com PSL, do governador Moisés, com o DEM, do vereador Julio Kaminski, e o PL, de Julia Zanatta.
Na prática, a maioria do diretório resiste em se aliar ao prefeito Salvaro, como quera direção estadual do partido.
No fim deste processo, o que parece inevitável é que o PP vai perder um dos dois vereadores. Ou, os dois.
Paiol faz oposição a Salvaro na câmata e nao ficará no partido se o PP fizer aliança com ele.
Miri não ficará se o PP fizer aliança com adversário do prefeito. Mas, pelas conversas de bastidores, pode sair antes mesmo de o partido se decidir.

 

4oito

Deixe seu comentário