Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Novo modelo, pleitos do Sul e outras da coluna

Moisés chama prefeitos para tratar de municipalização de rodovias
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/04/2019 - 06:53

O governador Carlos Moisés, PSL, chamou prefeitos da Região Carbonífera para discutir a municipalização de algumas rodovias que estão sob responsabilidade do estado e a criação de consórcio para ações em parceria.
A reunião com os prefeitos será na quinta-feira, 10h, no auditório da Defesa Civil, no Estreito, em Florianópolis. O convite foi feito ontem, via Amrec.
O presidente da Amrec, prefeito Clésio Salvaro, PSDB, não deverá participar porque viaja hoje para São Paulo (terá audiência no final da tarde com o governador João Doria, PSDB) e amanhã estará em Florianópolis para reunião com o próprio governador Moisés, às 11h.
O vice-presidente da Amrec, prefeito Jaimir Comin, PP, de Treviso, vai liderar a comitiva de prefeitos, junto com o secretário executivo, Acélio Casagrande.
A conversa proposta por Moisés para prefeitos da bacia do carvão será na mesma linha que teve com os prefeitos do Vale do Araranguá, faz uma semana.
O governador sinaliza intenção de descentralizar as ações fazendo a municipalização de ações, mas sem montar estruturas políticas como as secretarias regionais.
Ele quer fazer convênios e acordos via associações de municípios para manutenção e conservação de rodovias. Num segundo momento, podem ser incluídos prédios públicos.
O tom municipalista agrada os prefeitos.
Mas, isso só vai dar certo se o governo repassar recursos.
Sem dinheiro, não vai.
Os municípios estão, sem exceção, pelados!
Agora, se tiver um pouco de dinheiro para repassar, será a mudança mais profunda no jeito de fazer a gestão pública no estado.

Pelo estado

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado do Sul, Julio Garcia, PSD, defendeu, ontem, uma carência ao governo do Comandante Moisés, que assumiu com 71% dos votos mas sem experiência política e administrativa.
De outro lado, voltou a falar sobre a diferença entre nova e velha política.
Disse que na verdade o que existe é a política boa e a política ruim, e que passada a eleição é preciso trabalhar em conjunto pelo desenvolvimento do Estado.
Julio Garcia fez palestra ontem à noite para empresários de Blumenau.
Foi a terceira agenda no interior. A primeira foi Joinville, e depois Chapecó.
Com isso, o deputado vai estadualizando o seu nome e fortalecendo a tese de que está mirando a eleição majoritária de 2022.

Pleitos do Sul

A deputada federal Geovania de Sá, PSDB, tratou, ontem, com o governador Carlos Moises, PSL, de algumas demandas do Sul.
Destaque para iluminação e manutenção da Via Rápida, retomada das obras da Serra do Faxinal e manutenção da Serra do Rio do Rastro.

Novo comando

O administrador Renato Pieri é o novo presidente do PSDB de Nova Veneza.
Convenção foi realizada ontem à noite. Renato foi eleito por consenso.
Ricardo Brogni é o vice.

A perda

Um homem como Higino Giassi faz a diferença. E a sua ausência, será sentida por todos.
Empreendedor nato, vencedor, ousado, homem simples. 
Higino fez história e contribuiu para fazer melhor a vida das pessoas, de várias formas. A dedicação ao Hospital São Donato foi uma delas.

Caso Casan

O novo superintendente regional da Casan, Gilberto Benedet Júnior, confirmou ontem aos vereadores na Câmara de Criciúma, que as obras de implantação do sistema de esgoto na Próspera (que já está em fase de conclusão) e no bairro São Luiz (que ainda não iniciou) devem ficar congeladas até o fim do impasse em torno da possibilidade de rompimento do contrato.
Depois da sua manifestação, os vereadores Ademir Honorato, MDB, e Zairo Casagrande, PSD, defenderam que o prefeito Clesio Salvaro seja convocado para explicar seu posicionamento sobre o contrato com a Casan, e a sua intenção de romper.

4oito

Deixe seu comentário