Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Morre Osmar Nunes, ex-prefeito, radialista e jornalista

Velório a partir de 6h na Câmara de Vereadores de Araranguá
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/08/2021 - 20:02Atualizado em 03/08/2021 - 05:42

Faleceu no final da tarde de ontem, em Araranguá, o ex-prefeito Osmar Nunes, 85 anos completados hoje.

O seu filho, desembargador Osmar Nunes Junior, informou que ele foi encontrado no carro, estacionado, já sem vida.

Provavelmente, teve um mal súbito e não resistiu.

Osmar foi prefeito ainda jovem. Tinha apenas 27 anos.

Ele era o radialista mais popular da cidade, quando comandava o programa "A Hora do Recado", o  primeiro programa de classificados no rádio na região.

Na época, se elegeu prefeito e protagonizou um embate que ficou conhecido como "o tostão contra o milhão".

Ele era o tostão, e o seu adversário era o homem mais rico da cidade, Walter Belinzoni. 

Ele comandou o município entre 1966 e 1970.

Osmar voltou ao rádio depois que concluiu o mandato de prefeito e escreveu para vários jornais, em especial O Estado, de Florianópolis, Correio do Povo, de Porto Alegre, e os diários criciumenses Correio do Sudeste, Jornal da Manhã e Tribuna Criciumense, entre outros.

Fui seu amigo, e "afilhado". O meu primeiro emprego na mídia de Criciúma foi franqueado por ele, na sucursal de Criciúma do jornal O Estado.

 

O início

Osmar Nunes nasceu em Criciúma e teve o primeiro contato com a comunicação ainda aos 14 anos.

"Minha mãe costurava para a esposa do dono da rádio Eldorado. Certo dia após entregar o serviço pediu emprego para mim. A partir dali virou amor e nunca mais larguei o rádio", afirmou Osmar Nunes em entrevista que fiz com ele para o programa Nomes e Marcas da Som Maior, que foi levado ao ar em setembro de 2020.

Confira a entrevista com Osmar Nunes: 

4oito

Deixe seu comentário