Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Depois do lançamento de Merisio, a definição do candidato do MDB

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 11/06/2018 - 06:43Atualizado em 11/06/2018 - 11:37

Se já não seria fácil, a partir de sábado virou missão impossível sacar Gelson Merisio, PSD, da disputa pelo governo do estado. Ele pode até abrir mão, mas só se ele entender que é o melhor a fazer. Enfim, a bola está com ele. 

O evento de sábado foi grande, representativo, o maior já realizado no estado nos últimos tempos, e vai dar o start para outras definições que vão montar o quadro da eleição.

Primeiro, dentro da própria aliança que o apoia. Esperidião Amin, que não foi no sábado por causa do batizado da neta (mas mandou vídeo), será candidato a senador ou governador? 

Depois, onde estará o PSDB - com Amin ou com o MDB?

O comando do PSDB no estado estava em Chapecó no sábado, na hora do evento, mas não foi ao evento. Porque não foi convidado.

Merisio justificou que seria “indelicadeza" convidar o partido (PSDB) que tem candidato a governador (Paulo Bauer). Mas, levou o PP que tem Esperidião Amin de candidato. A não ser que Merisio não leve a sério a anunciada candidatura de Amin!

Hoje, em Florianópolis, o MDB trata da definição do seu candidato. Porque se convenceu que  a duvida entre Eduardo Moreira Mauro Mariani isola o partido. Ninguém vai fechar aliança sem saber quem será o candidato.

Mariani tem dito que não abre mão. Foi lançado candidato em 2017 pelo próprio Eduardo Moreira, correu o estado e acredita que tem plenas condições de se viabilizar.

Eduardo, no comando do estado, se movimenta muito, opera forte nos bastidores, e aposta numa aliança com o PSDB.

Mariani convocou a reunião de hoje da executiva para encaminhar uma definição. Pode apresentar proposta de prévias.

Foi o que fez quando Udo Dhöler sinalizou intenção de disputar o governo, e empurrou para fora do prefeito de Joinville.


Senador

O ex-governador Paulo Afonso, MDB, citado (e criticado) por Merísio no comício de Chapecó, confirmou candidatura ao senado no sábado, em Içara.

Disse que só não será candidato se for derrotado na convenção do partido.

Paulo Afonso participou em Içara de encontro de dirigentes da JPMDB na década de 80.

Sobre a candidatura ao governo, ele entende que o partido deve definir logo o candidato, para não ficar isolado nas composições, mas não sabe como deve ser tomada a decisão.


Convenção do PSD

O PSD de Criciúma, que não foi no comício de Gelson Merísio, fará convenção municipal hoje para eleição do novo diretório e executiva. O vice-prefeito Ricardo Fabris será eleito presidente.

A convenção é realizada sob comando do ex-deputado Julio Garcia.

A convenção deve oficializar apoio as candidaturas de Julio Garcia a deputado estadual e o deputado Ricardo Guidi a federal.


Na procissão

O governador Eduardo Pinho Moreira participou no sábado da procissão em homenagem a Santo Antônio dos Anjos, em Laguna. 

Com ele, a primeira dama, Nicole Moreira, que está envolvidíssima com a candidatura de Eduardo à reeleição.


Mais um

Pelo menos dois ex-prefeitos do MDB do vale do Araranguá, mesmo filiados ao partido, vão apoiar a candidatura a reeleição do deputado estadual Rodrigo Minotto, PDT.

Não vão com Manoel Mota, nem Luiz Fernando Vampiro.

4oito

Deixe seu comentário