Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Santa Catarina terá currículo base para o ensino infantil e fundamental

Foram mais de 500 profissionais com a missão de construir um documento apresentando as principais características
Por Redação Criciúma - SC, 18/04/2019 - 10:53
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Com a diversidade catarinense. Assim ficou definido o Currículo Base da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Território Catarinense. Durante três dias professores de todas as redes de ensino discutiram e aprimoraram, em Florianópolis, o documento que reúne o conjunto de aprendizagens essenciais aos estudantes. O 1º Seminário de Sistematização foi norteado pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

“Foram dias intensos, de muito trabalho. Cumprimos a tarefa e o grupo está feliz por isso”, comenta a coordenadora-geral de Elaboração do Documento de Santa Catarina, Cássia Ferri.

Baseados na BNCC, os mais de 500 profissionais tiveram como missão construir um documento com as características de Santa Catarina com suas inúmeras manifestações culturais, respeitando a história e avançando em alguns aspectos. “Temos muita diversidade em um único estado. Evoluímos em algumas questões para continuarmos na vanguarda, sendo destaque no país e avançando na qualidade da educação”, confirma.

Segundo a coordenadora, o avanço pode ser percebido tanto na compreensão das modalidades como também da comunidade escolar como um todo sobre as diferentes modalidades. “A Educação Indígena, por exemplo, saímos todos com uma nova compreensão sobre ela e ela sobre o que deve ensinar”, destaca.

Outros componentes curriculares também avançaram nas definições sobre quais conhecimentos são importantes para a formação integral dos estudantes. “É preciso pensar: o que é necessário ensinar em cada etapa e em cada componente para construir tal competência”, explica Cássia.

Além dos componentes curriculares, as diferentes áreas da diversidade também estiveram em discussão, entre elas a modalidade de educação ambiental e como ela pode ser estudada em cada componente curricular.

“Destacamos seus princípios e suas proposições e como podemos navegar este assunto como conteúdo integrador. A educação ambiental é um processo e pode estar inserido em todos os componentes curriculares, por isso está na BNCC”, explica a professora de Geografia e consultora de educação ambiental, Rosemy da Silva Nascimento.

O documento foi escrito em regime de colaboração entre a Secretaria de Estado de Educação (SED), a União dos Dirigentes Municipais de Santa Catarina (Undime), o Conselho Estadual de Educação (CEE), a União Nacional de Conselhos Municipais de Educação (UNCME) e a Federação Catarinense de Municípios (Fecam). O próximo passo é encaminhar para o Conselho Estadual de Educação (CEE) para aprovação. Para junho e agosto estão previstos Seminários de formação de professores.