Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Amigos, amores e paixões que se foram

Grayce Guglielmi Balod
Por Grayce Guglielmi Balod 12/06/2019 - 20:08Atualizado em 12/06/2019 - 20:20

Todos temos amigos, amores e paixões que não são mais.

Não moram mais onde moravam, geograficamente falando e dentro da gente também.

Não gostam mais do que gostavam.

Não fazem mais o que faziam.

Não se expressam mais como se expressavam.

Não nos procuram mais como procuravam.

Não são mais quem eram.

Não representam mais, para nós, o que representavam.

Permanecem apenas nas fotografias, num ou noutro objeto que lhes pertenceu e que ainda guardamos.

Não temos mais seus telefones, nem seus endereços reais ou virtuais. Ou temos, o que não é bom...

Não precisamos atualizá-los assim como não precisamos que nos atualizem sobre as suas vidas. Assim deveria ser...

O lugar deles não é nas nossas memórias recentes.

Jazem adormecidos em antigas recordações. Pelo menos deveriam...

Mas...basta que algo os desperte em nós para que tenhamos a certeza de que não são mais.

São apenas visitas que não queremos fazer, nem receber. Ou, pelo menos, não deveríamos...

Ainda os chamamos de amigos, de amores, de paixões.

Mas racionalizamos e percebemos que não temos mais nada em comum.

Nesse dia dos namorados, se esse é o seu caso, liga o som e canta bem alto com o Lulu Santos:

'Não te quero mal.

Apenas não te quero mais.'

4oito

Deixe seu comentário